NOTÍCIAS

Saiba quais alimentos são os campeões no consumo de água e como fazer a sua parte na crise hídrica

07/11/2015 16:40 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

A prolongada seca tem levado os californianos (e muita gente de outros lugares do mundo) a pensar duas vezes antes de deixar a torneira aberta enquanto escovam os dentes ou tomar um banho de 20 minutos.

Mas, o que algumas pessoas não percebem, é que uma grande parte dos rastros da água está “escondida”, ou seja, é usada em coisas que comemos ou vestimos, e na energia que usamos. Globalmente, a produção agrícola responde por 92% da nossa pegada hidrica.

Nos Estados Unidos, só o consumo de carne responde por uma enorme parcela de 30% desse consumo.

Então, quanto de água exatamente é utilizada nos alimentos que você consome? Que alimento seria o vencedor em uma competição que medisse a economia de água? Temos as respostas abaixo, além de algumas dicas úteis para reduzir a pegada hídrica em sua dieta.

Os dados constam no site da organização Water Footprint Network e relatórios sobre a pegada hídrica média global de diferentes tipos de alimentos.

O cálculo dos vencedores é baseado na menor quantidade de litros necessários para produzir um quilo de cada item ou um litro de cada bebida.

Chá vs. Café

café vs chá

Vencedor: O chá é o vencedor, com 108 litros de água por litro de chá coado. O café utiliza quase dez vezes mais água: 1.056 litros por litro de café coado. Em termos de consumo, uma xícara de 250 ml de chá preto (3 gramas) consome cerca de 27 litros de água. Já uma xícara de 125 ml de café (7 gramas) corresponde a uma pegada hídrica de 132 litros.

Vinho vs. Cerveja

vinho vs cerveja

Vencedor: A cerveja, com 298 litros de água por litro de cerveja. Já o vinho consome 870 litros de água para produzir uma garrafa de 1 litro. Em termos de consumo: são usados 109 litros de água para uma taça de 125 ml de vinho, enquanto a cerveja consome 37 litros de água para um copo com o mesmo volume.

Carne bovina vs. Frango

carne bovina vs frango

Vencedor: O frango, que consome cerca de 4.330 litros de água por quilo. A carne bovina é a que utiliza mais água, 15.400 litros/kg, seguida da carne de carneiro (10.400 litros/kg) e da de porco (5.990 litros/kg). Então, se for para comer carne, escolha a de frango. Melhor ainda se optar por ovos, que consomem 3.300 litros/kg. Um ovo de 60 gramas utiliza cerca de 200 litros de água. Para os produtos lácteos, queijo e manteiga são os que mais consomem água, com 5.060 litros/kg e 5.550 litros/kg, respectivamente. O leite, por sua vez, utiliza apenas 1.020 litros/kg, ou 255 litros de água para um copo de leite de 250 ml.

Tofu vs. Lentilha

tofu vs lentilha

Vencedor: Tofu, com 2.540 litros/kg. São necessários 5.900 litros de água para produzir um quilo de lentilhas. Grão-de-bico exige menos do que a lentilha, com 4.200 litros/kg, e a soja utiliza menos do que o tofu processado, cerca de 2.160 litros/kg. Todas essas opções são melhores em termos de economia de água do que comer carne bovina, de carneiro ou de porco.

Há quem argumente que a medida litros por quilo não é precisa — deveríamos considerar a água consumida por grama de proteína.

Neste caso, as leguminosas (incluindo feijão, lentilhas, ervilhas etc.) são as vencedoras, com 19 litros por grama de proteína, seguidas por ovos, 29 litros/grama; leite, com 31 litros/grama; e frango, com 34 litros/grama. Para os demais alimentos, os números sobem, com a carne bovina no topo da escala, utilizando 112 litros de água por grama de proteína.

Arroz vs. Macarrão

arroz vs macarrão

Vencedor: Macarrão, com cerca de 1.850 litros/kg. Mas o arroz não fica muito atrás, utilizando 2.500 litros de água por quilo de arroz processado. Pão (feito de trigo) utiliza 1.608 litros/kg, e a cevada consome 1.420 litros/kg.

Aveia vs. Batatas

aveia vs batata

Vencedor: Batatas não processadas, com cerca de 290 litros/kg. São necessários 2.440 litros de água para produzir um quilo de aveia em flocos. Batata doce também utiliza menos água, com 386 litros/kg, enquanto milho não processado exige 1.220 litros/kg.

Avelãs e Nozes vs. Amêndoas e Castanha-de-Caju

avelãs e nozes vs amêndoas e castanhadecaju

Vencedor: Avelãs e nozes, com 10.590 litros/kg e 9.340 litros/kg, respectivamente. Ainda assim é muita água! Mas amêndoas e castanha-de-caju usam mais, com uma média de 16.200 litros/kg e 14.300 litros/kg, respectivamente. São necessários 11.440 litros de água para produzir um quilo de pistache.

Figos vs. Uva-Passa e Tâmara

figos vs uvapassa e tâmara

Vencedor: Uva-passa e tâmara, com 2.450 litros/kg e 2.280 litros/kg, respectivamente, apesar de que os três tipos (incluindo o figo) usam mais água do que a maioria das frutas. Os figos são os que mais consomem — para produzir um quilo são necessários 3.370 litros de água.

Frutas com Caroço vs. Cítricas

frutas com caroço vs cítricas

Vencedor: Cítricas, com 560 litros/kg no caso das laranjas; 512 litros/kg para a toranja (também conhecida como grapefruit); e 646 litros/kg para os limões. Ameixas consomem 2.190 litros/kg; damascos 1.290 litros/kg; e pêssegos 915 litros/kg. O abacate também está no topo da lista, com 1.184 litros/kg., enquanto maçãs, bananas, uvas e kiwis usam menos de 840 litros/kg. Morango, abacaxi e melancia consomem menos de 420 litros de água por quilo de fruta.

Brócolis vs. Aspargo

brócolis vs aspargo

Vencedor: Brócolis, com apenas 285 litros/kg., juntamente com o couve-flor e couve de bruxelas. O aspargo está entre os que utilizam mais água no grupo de legumes, com 2.167 litros por quilo.

Azeitona vs. Alho

azeitona vs alho

Vencedor: Alho, com cerca de 600 litros/kg. Azeitonas consomem 3.020 litros/kg.

Tomate vs. Berinjela

tomate vs berinjela

Vencedor: Tomate, com 214 litros/kg. A berinjela também consome pouco, cerca de 361 litros/kg. Alcachofra, pepino e alface consomem 823 litros/kg, 350 litros/kg. e 240 litros/kg, respectivamente.

Embora tenhamos mostrado o volume de água utilizado na produção de legumes, na verdade há poucos perdedores neste grupo. Em geral, os vegetais consomem bem menos água do que produtos de origem animal, oleaginosas e grãos.

Azeite de Oliva vs. Óleo de Milho, Girassol e de Soja

azeite de oliva vs óleo de milho_ girassol e de s

Vencedor: Todos usam menos água do que o azeite de oliva, que consome 14.520 litros por quilo. O volume é maior do que o utilizado em todos os tipos de óleo, com exceção do óleo de rícino. Óleo de milho utiliza 2.600 litros/kg., óleo de girassol, 6.840 litros/kg., e o de soja, 4.216 litros/kg. Se você for fã de óleo de coco tem sorte, porque esse tipo também tem um consumo relativamente baixo de água. Um quilo utiliza 4.519 litros.

Chocolate vs. Baunilha

chocolate vs baunilha

Vencedor: Chocolate, com uma média de 17.200 litros/kg., mas infelizmente esse produto ainda assim consome mais água do que a carne bovina. Embora duvidemos de que vamos comer um quilo de chocolate num futuro próximo. Cacau em pó consome 15.600 litros de água/kg. Grãos de baunilha lideram a lista, com 127.330 litros/kg., embora sejam usados em quantidades muito pequenas.

Canela vs. Menta

canela vs menta

Vencedor: A menta é a vencedora, pois utiliza apenas 294 litros de água por quilo. Um quilo de canela consome 15.624 litros. O gengibre utiliza 1.671 litros/kg.

Lembre-se, o importante é reconhecer que nossos alimentos respondem por grande parte da pegada hídrica. Na verdade, conhecer as tendências gerais é mais útil do que saber exatamente qual alimento consome menos água. Portanto, comer menos produtos de origem animal e mais alimentos de origem vegetal irá reduzir sua pegada hídrica, bem como comer menos alimentos processados.

Por exemplo, a pegada hídrica da batata frita corresponde ao triplo do volume usado na batata não processada, e o ketchup consome o dobro de água dos tomates. O mesmo vale para grãos e produtos lácteos — o leite consome bem menos água do que queijo e manteiga.

Claro que essas medidas são por quilo, e acreditamos ser improvável que você consuma o mesmo peso de ketchup e tomates inteiros. A Water Footprint Network também sugere escolher produtos com alto consumo de água que são cultivados ou produzidos em áreas que não enfrentam problemas de escassez, caso mudar seus hábitos alimentares seja uma tarefa difícil.

Quer saber mais sobre os alimentos que não citamos? Clique nos links sobre produtos agrícolas e de origem animal para acessar os relatórios completos.

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: