NOTÍCIAS

Secretário do Rio de Janeiro que agrediu ex-mulher não considera que seja um caso da Lei Maria da Penha

06/11/2015 12:02 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
reprodução/facebook

O secretário-executivo de coordenação de governo do Rio e pré-candidato à prefeitura da cidade, Pedro Paulo Carvalho (PMDB) negou que o episódio em que agrediu sua ex-mulher, Alexandra Marcondes, tenha sido um caso da lei Maria da Penha.

"É importante a gente distinguir um descontrole em um episódio, uma briga de casal, uma discussão de casal, do que é um episódio deliberado de violência doméstica. Não tenho comportamento repetitivo [agressivo] com mulher", disse o secretário à Folha de S.Paulo.

Em 2010, Alexandra Marcondes depôs à Polícia Civil que o então marido a teria agredido após ela descobrir um caso de traição e pedir o divórcio.

Segundo o jornal O Globo, nos laudos de 2010 do Instituto Médico-Legal constam que ela possuía equimoses e escoriações em diversas partes, como rosto, pescoço, braço e perna, além de “edema traumático” na mão esquerda.

No depoimento à polícia na época, ela conta que levou um soco no olho e outro na boca -- este a fez quebrar um dente.

O secretário, por sua vez, possui no laudo esfoliações provocadas por unhas e ferimentos de objetos jogados pela ex-mulher.

"Acho que não cabe a gente falar: 'Ah! Ela me agrediu e eu me defendi'. Fazer disso uma discussão pericial do episódio. O ponto importante disso é que há algum tempo me desculpei com a minha família, com a Alexandra", disse o político na entrevista à Folha de S.Paulo.

O caso foi revelado pela revista Veja no dia 16 de outubro, e admitido por Pedro Paulo nesta quinta-feira (5).

Na última terça-feira (3), Alexandra Marcondes confirmou o caso ao Ministério Público, mas ressaltou que foram “agressões recíprocas”, segundo O Globo.

Ainda na entrevista à Folha de S.Paulo, Pedro Paulo elogiou a atitude da ex-mulher de vir a público:

"Tenho que agradecer publicamente a Alexandra. A coragem e grandeza dela por fazer uma nota e depois vir ao Ministério Público espontaneamente manifestar o desejo de que isso seja encerrado e superado como está no âmbito familiar."

Sobre sua pré-candidatura, o político afirmou que está tudo nas mãos do partido. "Meu objetivo é proteção da minha família, filha e superação desse episódio."

Pedro Paulo e Alexandra têm uma filha de dez anos. Ambos se casaram novamente. Ele possui outros dois filhos com a nova esposa.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: