NOTÍCIAS

Post do Ministério da Justiça diz que jihadistas 'trazem progresso ao Brasil'

06/11/2015 12:28 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
Zoriah/Flickr
SIGN UP FOR A FREE BLOG SUBSCRIPTION AT: feeds.feedburner.com/zoriah/Rtel Receive new stories and images for free by email or rss reader This image and the full story are posted on www.zoriah.net

O Ministério da Justiça afirmou em resposta a um usuário do Facebook que jihadistas "merecem respeito", pois podem trazer "progresso ao Brasil", como "qualquer outro povo".

Jihad é um termo árabe que originalmente significa "luta" ou "empenho" em disseminar a fé, mas passou a ser usado por radicais islâmicos como convocação para a "guerra santa" - os que atendem a esse chamado e usam da violência são chamados de jihadistas. Ao jornal O Estado de S. Paulo, a assessoria de imprensa do ministério afirmou que iria fazer a correção da postagem e apurar o que ocorreu.

O Ministério da Justiça lamenta o erro cometido na resposta na qual confunde jihadistas com um povo. O erro crasso foi corrigido.

Posted by Ministério da Justiça on Viernes, 6 de noviembre de 2015

A resposta do ministério foi publicada em 28 de outubro, dentro dos comentários de um post para divulgar a campanha de combate à xenofobia contra os imigrantes, um assunto que também preocupa a ONU.

O lema era "Eu também sou imigrante" e convidava os internautas a fazer parte da iniciativa. "Imigrantes de todas as partes do mundo ajudam a construir nosso país", diz a campanha.

O internauta Heder Duarte escreveu um comentário no qual dizia que "imigrantes pacíficos são bem-vindos, já os jihadistas devem ser bloqueados de entrar no Brasil". Em resposta a esse comentário, o Ministério da Justiça afirmou: "Temos de descontruir alguns conceitos, Heder. Os jihadistas, assim como qualquer outro povo de qualquer outra origem, vem ao Brasil para trazer mais progresso ao nosso país e merecem respeito".

jihad

Na madrugada desta sexta-feira (6) Duarte publicou uma reprodução da tela com o comentário do Ministério da Justiça, que desde a primeira postagem passou a ser alvo de críticas dos internautas.

Em seu perfil no Facebook, ele também compartilhou memes e mensagens contrárias ao PT e ao governo Dilma Rousseff, e sua foto de capa traz uma montagem na qual um exército de legionários com bandeiras do Brasil empurra para um penhasco inimigos com estandartes vermelhos e o desenho da foice e do martelo que simbolizam o comunismo.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: