NOTÍCIAS

Taís Araújo sobre comentários racistas no Facebook: 'A minha única resposta pra isso é o amor'

01/11/2015 13:04 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

Em cartaz com uma peça sobre Martin Luther King em São Paulo, a atriz Taís Araújo foi vítima racismo em seu perfil no Facebook neste sábado (31).

Alguns dos comentários debochavam da cor da pele da atriz, faziam piada com o cabelo dela e chegaram até a chamar a atriz de "macaca" e mandaram ela "voltar para a senzala".

Os comentários foram feitos na foto do perfil da atriz, que foi publicada há cerca de um mês:

tais araújo

Logo que os fãs e colegas de profissão da atriz perceberam a movimentação criminosa na página dela, a hashtag #SomosTodosTaísAraújo foi criada e chegou aos Trending Toppics no Twitter na manhã deste domingo (1).





Já no Facebook, outros usuários combateram os comentários racistas. "Racistas não passarão", escreveu uma fã. "Você é maravilhosa mulher, um exemplo, seu cabelo é lindo, sua pele é linda", disse outra.

Em resposta aos ataques, no começo da tarde deste domingo (1), a atriz lamentou, em pleno 2015, ainda ter que lidar com casos de racismo explícitos como este. Segundo ela, todos os comentários estão protocolados e serão levados à Polícia Federal.

A atriz escreveu:

"Faço questão que todos sintam o mesmo que senti: a vergonha de ainda ter gente covarde e pequena nesse país, além do sentimento de pena dessa gente tão pobre de espírito. Não vou me intimidar, tampouco abaixar a cabeça. Sigo o que sei fazer de melhor: trabalhar."

Ela terminou o texto dizendo que "minha única resposta pra isso é o amor!".

Leia o texto completo:

É muito chato, em 2015, ainda ter que falar sobre isso, mas não podemos nos calar: na última noite, recebi uma série de...

Posted by Taís Araújo on Domingo, 1 de novembro de 2015



Esta não é a primeira vez que casos de racismo envolvendo as redes sociais acontecem. Em julho deste ano, a jornalista Maria Julia Coutinho também foi vítima de comentários criminosos na internet ao assumir a previsão do tempo do Jornal Nacional.

MAIS RACISMO NO BRASIL POST:

O que estudantes negros da UnB já ouviram?

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: