NOTÍCIAS

Estado Islâmico afirma ter abatido avião russo no Egito

31/10/2015 13:29 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
Reuters

Um grupo militante afiliado ao Estado Islâmico no Egito assumiu a responsabilidade pela queda de um avião com 224 passageiros russo, que caiu na península do Sinai neste sábado (31) e não deixou sobreviventes. A informação, inicialmente, foi divulgada em um comunicado de apoiadores do EI no Twitter, mas foi apagado.


"Os combatentes do Estado Islâmico foram capazes de derrubar um avião russo sobre a província do Sinai que levava mais de 220 cruzados russos. Eles foram todos mortos, graças a Deus", disse a declaração que circulou no Twitter.

Porém, fontes da segurança egípcia disseram mais cedo às agências de notícias que as primeiras investigações sugeriam que o avião havia caído devido a uma falha técnica.

A reivindicação de responsabilidade foi também levantada pelo site Aamaq, que atua como uma agência semi-oficial de notícias para o Estado Islâmico.

Avião ficou no ar por apenas 23 minutos

Um avião com 217 passageiros e mais sete membros da tripulação caiu após decolar da cidade de Sharm el-Sheikh, no Egito, a caminho de São Petersburgo, na Rússia, segundo informações do ministério de aviação civil do Egito.

De acordo com a Reuters, a agência de notícias estatal do Egito, MENA, disse que o avião decolou da cidade de Sharm el-Sheikh, um popular destino na Península do Sinai de turistas russos, às 5h51 da manhã de sábado (horário local) e desapareceu dos radares 23 minutos após a decolagem. "Desde então não voltou a estabelecer contato. A aeronave não aparece nos radares", acrescentou a agência.

O avião, que realizava o voo 9268, decolou às 3h51 (1h51 de Brasília) da cidade turística egípcia de Sharm el-Sheikh, o destino favorito dos turistas russos.

Momentos depois, uma fonte de segurança disse às agências de notícias internacionais que a caixa preta do avião foi encontrada. Ele afirmou ainda que um exame preliminar indica que não houve nenhuma operação terrorista e que a queda pode ter sido causada por um erro técnico.

A Reuters informou que membros das equipes egípcias de busca e resgate encontraram mais de 100 corpos, incluindo de cinco crianças, em meio aos destroços, disse um oficial no local. "Agora vejo uma cena trágica. Um monte de mortos no chão e muitos morreram ainda atados a seus assentos", afirmou o oficial, que pediu anonimato.

Nenhum dos 224 passageiros e tripulantes a bordo de um avião russo que caiu neste sábado na península do Sinai, no Egito, sobreviveu, segundo fontes médicas e de segurança. As equipes de busca e resgate ainda estão recolhendo os restos mortais das vítimas, disseram as fontes à agência.

(Com informações da Reuters)

Avião cai com 224 pessoas a bordo no Egito

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: