MULHERES

Band investiga tweet do ‘Pânico' sobre Aisha do ‘MasterChef Júnior'

30/10/2015 12:19 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

A TV Bandeirantes afirmou, por meio de sua assessoria de imprensa, que está investigando a publicação de um comentário feito no Twitter com teor pedófilo na conta do programa 'Pânico' direcionado a Aisha, de 9 anos, uma das participante do MasterChef Júnior.

A mensagem foi postada na noite de terça-feira (27), durante a exibição do reality. De acordo com a emissora, o perfil da atração humorística na rede social foi hackeado.

A mensagem na conta chamava a participante de "panicat", apelido dado às mulheres que desfilam no programa só de biquíni ou com trajes mínimos. Após a repercussão negativa que o comentário gerou nas redes sociais, o Tweet foi apagado.




Outra questão que chamou a atenção dos telespectadores na última terça-feira (27), foi o "sumiço" de Valentina da edição. Os internautas reagiram perguntando onde estava a menina, que chegou a figurar os assuntos mais comentados do Twitter.





A assessoria da Band disse que o fato da participante ter aparecido pouco não tem relação com a repercussão do assédio sofrido nas redes sociais. A emissora ainda ressaltou que a edição do programa é baseada nos fatos de mais relevância para cada capítulo.

"Não houve nenhuma mudança no programa. Ocorre que cada episódio tem uma dinâmica diferente em função do que acontece nas provas e da quantidade de participantes. Insistimos: o foco óbvio do MasterChef Júnior é o talento culinário das crianças e vai seguir o seu curso normal", disse.

#PrimeiroAssédio

A estreia do programa, que reúne crianças de 9 a 13 anos cozinhando "que nem gente grande" não ficou marcada pelo talento dos participantes, mas sim, pelos comentários com teor sexual direcionados a Valentina, uma das participantes do reality, de apenas 12 anos.

Durante o programa, comentários como "se tiver consentimento é pedofilia?", "com doze anos ela vai virar secretaria de filme pornô", "a culpa da pedofilia é dessa molecada gostosa", "essa Valentina fazendo esses pratos: que vagabunda!" foram feitos no Twitter, em sua maioria, por homens, direcionados à participante.

Assim que o caso ganhou as redes sociais, o coletivo feminista Think Olga, que luta contra o assédio em espaços públicos e outros tipos de violência contra a mulher, lançou a hashtag #primeiroassédio no Twitter, incentivando mulheres a contar quando foi a primeira vez que foram assediadas -- e expor um problema que é tão enraizado, que é entendido como "brincadeira" ou "normal".

À época, a TV Bandeirantes lamentou as mensagens de cunho sexual direcionados a Valentina das participantes do programa Masterchef Junior, uma adolescente de 12 anos, tem recebido nas redes sociais e disse que novas providências serão debatidas em uma reunião na sede do canal.

LEIA MAIS:

-Band lamenta assédio sexual a participante de 12 anos no Masterchef Junior

- #PrimeiroAssédio: Mulheres compartilham no Twitter primeira vez que sofreram assédio

-Quando uma menina de 12 anos no MasterChef Jr desperta o desejo de homens adultos precisamos falar sobre a cultura do estupro

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: