NOTÍCIAS

Asteroide de 400m de diâmetro passará perto da Terra no Halloween

30/10/2015 13:30 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
Getty Images

Um grande asteroide, que cientistas só descobriram neste mês, vai passar relativamente perto da Terra no sábado (31), dizem astrônomos, propiciando uma das melhores oportunidades em anos para se coletar informações sobre essas rochas espaciais.

O asteroide, que deve ter cerca de 400 metros de diâmetro, vai passar pelo planeta a 35 quilômetros por segundo às 15h (horário de Brasília) em pleno Dia de Halloween.

Conhecido como 2015 TB145, ele passará dentro de uma distância de cerca de 480.000 quilômetros da Terra, bem mais longe do que a Lua, mas relativamente próximo para medidas cósmicas.

Astrônomos esperam capturar imagens de radar e fazer outros registros do asteroide durante a ocasião, uma raridade para cientistas que geralmente dependem de sondas espaciais caras para reunir informações sobre tais corpos. Cientistas têm a expectativa de aprender sobre o formato, dimensões, superfície e outras características do asteroide.

"O grau de aproximação do 2015 TB145, aliado ao seu tamanho, indica que esse será um dos melhores asteroides para imagem de radar nos últimos anos", afirmou o astrônomo da Nasa na Califórnia, Lance Benner, num artigo publicado no site da agência espacial dos Estados Unidos.

Além do puro valor científico, o encontro pode ajudar engenheiros a desenvolver melhores técnicas de rastreamento e reação em relação a asteroides que possam entrar em rota de colisão com a Terra.

Pequenas rochas espaciais caem na Terra constantemente, com a maioria se desintegrando na atmosfera.

Há cerca de 65 milhões de anos, um asteroide ou cometa de cerca de 10 quilômetros de diâmetro colidiu no que é hoje a península de Yucatán, no México, provocando mudanças climáticas globais que mataram os dinossauros e cerca de 75 por cento da vida que existia então, dizem os cientistas.

Mais recentemente, um asteroide de 20 metros se partiu sobre a Rússia em fevereiro de 2013, quebrando janelas e danificando prédios. Mais de 1.000 pessoas ficaram feridas.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: