NOTÍCIAS

Kim Kataguiri celebra título de jovem influente da Time e dispara contra Cunha: 'Não será salvo'

29/10/2015 21:36 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

Eleito pela revista Time um dos 30 jovens mais influentes do mundo, Kim Kataguiri, 19 anos, um dos líderes do Movimento Brasil Livre, tem um recado para o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ):

“Não tem acordo com o impeachment que o consiga manter no poder. A situação é insustentável.”

Kim nega se sentir refém da boa vontade de Cunha para dar início ao processo de impeachment.

“Essa pauta só chegou ao Congresso por causa da pressão das ruas, do nosso trabalho. Nós pautamos, depois que os políticos entraram. O próprio senador Aécio Neves (PSDB-MG) já chegou a falar em golpismo e Cunha sempre foi contra o impeachment até se declarar de oposição."

Para o ativista, esse é um processo que depende da Câmara. “Vamos pressionar o próximo presidente”, promete. Ele afasta a possibilidade de o governo ter feito acordo para salvar Cunha da cassação em troca do engavetamento do impeachment.

“O governo já não salva mais ele, pela gravidade de todas as denúncias com as respostas vazias que ele tem dado. Isso torna a situação dele muito delicada. Ainda que ele queria, não tem acordo que o salve, ele não consegue mais sair dessa.”

O presidente da Câmara foi denunciado ao Supremo Tribunal Federal por corrupção e lavagem de dinheiro e é alvo de uma investigação sobre o suposto abastecimento de contas na Suíça com propina.

Influência

Nesta semana, as palavras de Kim ganharam um peso a mais. O ativista de 19 anos foi eleito pela revista Time um dos 30 jovens mais influentes do mundo. Ao lado dele, estão personalidades como Malala Yousafzai, 18 anos, prêmio Nobel da Paz, e Jazz Jennings, 15, que até os cinco anos viveu como menina e compartilha suas experiências como adolescente transgênero, em uma série no cala TLC.

Para Kim, o título mostra que o movimento está no caminho certo. “Isso mostra que nossa ideia de descentralização do poder e liberdade está se espalhando. Isso ajuda a pressão imediata, já que vemos muita resistência do governo ao nosso movimento.”

Na quarta-feira (28), integrantes do movimento de Kim entraram em conflito com um grupo do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST). “Mas não adianta, não vão conseguir nos tirar daqui.”

À revista Time, Kim reclamou da política no Brasil. "Todo mundo rouba. Mas eu tenho a esperança de que, em 20 anos, as coisas possam ser diferentes. Eu tenho a esperança de que a nossa geração pode mudar o modo como as coisas são feitas”.

A publicação destacou que o jovem se inspira no ex-presidente dos EUA Ronald Reagan e nos ex-primeiros-ministros britânicos Winston Churchill e Margaret Thatcher como referências.

"Desde que despertou para a política, tem estudado os economistas liberais Milton Friedman e Ludwig von Mises. Embora seus vídeos sejam ancorados na economia, são elaborados num estilo anárquico. Em um deles, ele aparece vestido de ninja”, descreve a Time.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: