NOTÍCIAS
29/10/2015 16:36 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

Grécia busca 34 refugiados na costa de Lesbos; cinco crianças morrem afogadas

ARIS MESSINIS via Getty Images
Refugees and migrants arrive on the Greek island of Lesbos, on October 29, 2015, after crossing the Aegean sea from Turkey. At least five migrants including three children, died on October 29, 2015 after four boats sank between Turkey and Greece, as rescue workers searched the sea for dozens more, the Greek coastguard said. The new accidents brought to 34 the number of migrants found dead in Greek waters this month, according to an AFP tally based on data from Greek port police. Since the start of the year, 560,000 migrants and refugees have arrived in Greece by sea, out of over 700,000 who have reached Europe via the Mediterranean, according to the International Office for Migration (IOM). AFP PHOTO / ARIS MESSINIS (Photo credit should read ARIS MESSINIS/AFP/Getty Images)

Cinco crianças, dois homens e uma mulher morreram afogados e pelo menos 34 refugiados estão desaparecidos após um barco de madeira naufragar ao norte da ilha grega de Lesbos, informou a guarda costeira nesta quinta-feira (29), à medida que uma extensa operação de resgate continua pelo segundo dia.

A guarda costeira resgatou 242 pessoas de Lesbos na segunda-feira (26), no que foi o maior desastre marítimo na costa grega em termos de números de envolvidos desde que o fluxo de refugiados teve início neste ano. As buscas continuaram durante a noite.

Quatro barcos da guarda costeira foram enviados nesta quinta-feira, acompanhados de barcos de pesca. Três helicópteros sobrevoavam o mar.

Lesbos, que fica a menos de 10 quilômetros da costa turca no Mar Egeu, se tornou um dos principais pontos para milhares de imigrantes que entram na União Europeia.

Outras 123 pessoas foram resgatadas das ilhas de Samos e Agathonisi e em outro incidente em Lesbos. No total, 15 pessoas se afogaram na quarta-feira (28), incluindo 10 crianças, informou a guarda costeira. Um bebê está desaparecido há mais de 12 horas.

Médicos e voluntários em Lesbos fizeram esforços desesperados para ajudar um bebê a respirar, de acordo com imagens da TV. Alguns dos sobreviventes foram abrigados em uma capela, disse uma testemunha à Reuters.

Mais de 500 mil refugiados e imigrantes entraram na Grécia desde janeiro, transitando para a o norte e centro da Europa, no que se tornou a maior crise humanitária no continente em duas décadas.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: