NOTÍCIAS

Apresentadora de TV mexicana afastada após ser assediada ao vivo é readmitida - e agressor também

29/10/2015 21:29 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
Reprodução/Twitter

Um caso de assédio sexual protagonizado por dois apresentadores de TV no México ganhou grande repercussão nas redes sociais - e algumas reviravoltas. Em menos de uma semana, Tania Reza e Enrique Tovar, apresentadores do programa "A Toda Máquina", foram demitidos, desmentiram o assédio em vídeo, desmentiram o desmentido em redes sociais e acabaram readmitidos.

A história começou no sábado, dia 24, quando a apresentadora Tania Reza deixou o estúdio após sofrer seguidos assédios de seu colega ao vivo no programa, produzido pela afiliada da emissora Televisa em Ciudad Juárez, no Estado de Chihuahua. Na ocasião, o apresentador Enrique Tovar assediou abertamente a moça, visivelmente irritada com o comportamento do colega, e tocou no seio de Tania duas vezes.

Na primeira vez, Tania empurrou Tovar. "Não seja idiota, Enrique", disse. Quando o apresentador encosta novamente no seio da apresentadora, ela retirou o microfone e abandonou o estúdio. "Não posso trabalhar assim". O colega então riu e ainda fez piada da situação. "Desculpe, gente, minha colega está meio 'hormonal'".

Diante da polêmica, a Televisa demitiu os dois apresentadores, alegando que o assédio teria sido encenado. Na segunda-feira, a emissora publicou um vídeo em seu canal no YouTube em que os apresentadores minimizam o ocorrido. Tovar diz que não houve assédio e Tania afirma que os dois são amigos. "A empresa não tem culpa, foi algo pessoal nosso", ressaltou Tovar.

Poucas horas depois, porém, Tania revelou em sua página no Facebook que foi obrigada a gravar o vídeo e assumir a culpa pela confusão. "Lamentavelmente, nessas situações existem pressões por parte das 'empresas e obrigações de dizer' (e inclusive gravar) que sou culpada".

Na terça-feira, a Televisa promoveu outra reviravolta no caso. Readmitiu os dois apresentadores, sob a condição de que o programa "A Toda Máquina" aborde "a cultura de prevenção de crimes de assédio sexual e outros assuntos relacionados a questões de discriminação no trabalho" por várias semanas.

Apesar do retorno dos apresentadores ao quadro da afiliada da Televisa, o jornal espanhol El País informou que o Conselho Nacional para a Prevenção da Discriminação (Conapred) abriu processo contra Enrique Tovar por discriminação contra a colega.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: