NOTÍCIAS

Por impeachment, manifestantes se acorrentam na Câmara

28/10/2015 17:49 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
Thyago Marcel/Câmara dos Deputados

Depois de montar um acampamento no gramado em frente ao Congresso Nacional, os manifestantes pró-impeachment decidiram adotar uma postura mais incisiva e se acorrentaram em volta de uma coluna do salão verde da Câmara dos Deputados.

Eles prometem permanecer o tempo que aguentarem. Alguns deles afirmam estar usando fraldas geriátricas.

O grupo de oito pessoas quer sensibilizar o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), para que ele aceite um dos pedidos de impeachment protocolados na Mesa Diretora.

Mais cedo, os mesmos manifestantes fizeram ato também no Salão Verde pressionam pelo apoio público do PMDB aos pedidos de impeachment. Eles leram carta aberta à liderança do partido na Casa, fazendo a cobrança.

Um dos manifestantes pró-impeachment, que participou do ato, Ricardo Honorato, do Movimento Brasil, ressaltou que só o afastamento da presidente Dilma Rousseff pode resolver a situação do País.

"O objetivo da carta, entregue ao PMDB, é demonstrar que o país hoje está passando por uma situação de descontrole político, social, e econômico é o resultado disso é a inflação voltando, o desemprego, a economia caindo."

(Com Estadão Conteúdo)

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: