NOTÍCIAS
27/10/2015 16:06 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

Veteranos brasileiros da NBA já ganharam juntos mais de um R$ 1 bilhão

nba

Se a nova geração de jogadores brasileiros começa a ganhar espaço na NBA, os veteranos que consolidaram o País na liga norte-americana de basquete têm outro motivo para comemorar. Nenê Hilário, Anderson Varejão e Leandrinho Barbosa já ganharam, juntos, 257 milhões de dólares, apenas em salário, ao longo dos anos que atuam na liga. Na cotação atual (R$ 3,90), o valor ultrapassa a marca de R$ 1 bilhão.

Este alto investimento das franquias na remuneração dos jogadores ajuda a explicar a ausência dessas estrelas em algumas convocações da seleção brasileira. Os atletas só podem entrar em quadra por seus países se tiverem um seguro resguardando suas equipes nos EUA. Se as confederações não conseguem o contrato, não podem contar com os atletas.

O mais velho do trio na NBA é Nenê. O pivô foi escolhido pelo New York Knicks na oitava posição do draft de 2002 e enviado para o Denver Nuggets antes da temporada começar. Após 14 anos, o ex-jogador do Vasco está atuando pelo Washington Wizards e tem como um dos maiores feitos de seu currículo ser convocado para disputar uma partida no Jogo das Estrelas, quando ainda era novato. Já faturou R$ 478 milhões na carreira.

Ao contrário do que acontece no futebol, os salários nos esportes dos Estados Unidos são de conhecimento da imprensa, inclusive quanto será pago pelos times por ano, para não comprometer o teto salarial.

É o caso de Anderson Varejão, que teve seu contrato de mais três anos com o Cleveland Cavaliers detalhado pela mídia. O acordo pode chegar a R$ 117 milhões, divididos em R$ 37 milhões em 2015/16, R$ 40,9 milhões em 2016/17 e R$ 39 milhões em 2017/18. Mas os números são apenas parcialmente garantidos. Se a franquia de Ohio decidir mandar o ala-pivô embora terá de pagar 'apenas' R$ 17,5 milhões no ano da rescisão.

Com carreira consolidada no Barcelona, da Espanha, antes de chegar aos EUA em 2004, Varejão bateu na trave em duas oportunidades de ganhar o título da NBA, em 2007 e agora em 2015. Se ganhar 100% do acordo que tem com os Cavs, o carismático camisa 17 vai embolsar a bagatela de R$ 359 milhões em toda a sua carreira na liga.

Leandrinho não conseguiu faturar igual a seus companheiros de seleção e ganhou R$ 165 milhões até agora. Uma explicação para este lucro menor é que jogadores de garrafão, na média, ganham mais que armadores. Tanto que nesta temporada, o jogador do atual campeão Golden State Warriors vai receber um salário relativamente baixo: R$ 9,7 milhões no ano.

Além de ter um título da NBA, o experiente jogador tem passagens por cinco equipes da NBA em seus 11 anos de carreira: Phoenix Suns, Toronto Raptors, Indiana Pacers, Boston Celtics e Golden State. Conhecido por sua velocidade, Leandrinho é chamado nos EUA como The Brazilian Blur (borrão brasileiro) e tem em seu currículo o prêmio de melhor jogador reserva da NBA na temporada 2006/2007, quando somou 18 pontos, 4 assistências e 2 rebotes de média em 80 partidas disputadas.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: