COMPORTAMENTO

Tentei dizer 'sim' para todo cara bizarro que me abordou na rua por duas semanas

27/10/2015 15:55 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
Jesse Acosta/Flickr

Numa noite de sábado, enquanto eu esperava o trem na Estação République de Paris, um estranho me perguntou se não podíamos "nos conhecer melhor".

"OK", respondi.

O cara congelou como um animal na frente do farol de um carro. "Sério? Você topa?", ele disse, rindo. "Não estou acostumado com isso!"

Para ser sincera, eu também não.

Decidi conduzir um experimento social em que eu tinha de dizer "sim" e entrar na conversa de todo estranho que desse em cima de mim na rua por duas semanas. Eu queria entrar na cabeça desses caras, descobrir quem eles são, se esses truques dão certo e, talvez o mais importante, se eles têm consciência de que a maioria das mulheres acha isso chato pra caralho e até assustador.

[Continue lendo aqui]

LEIA MAIS:

- Meu ex-namorado, o estuprador

- As mulheres de Uganda que não conseguem usar banheiros sem temer doenças e estupro

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: