NOTÍCIAS

Bancários dão sinal positivo à proposta de reajuste de 10% e devem encerrar a greve

24/10/2015 19:32 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
GERALDO BUBNIAK/AGB/ESTADÃO CONTEÚDO

O Comando Nacional dos Bancários recomendará que a categoria aprove a proposta de reajuste salarial apresentada pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), o que pode levar ao fim da greve.

Depois de quase 20 dias de paralisação, os bancos ofereceram reajuste de 10% para os salários, para a Participação nos Lucros e Resultados (PLR) e para o piso e o de 14% para os vales refeição e alimentação.

"Foi uma vitória dos trabalhadores porque os bancos queriam um reajuste abaixo da inflação", disse a presidente do Sindicato dos Bancários de São Paulo e uma das coordenadoras do Comando, Juvandia Moreira, em nota.

Segundo o Comando Nacional dos Bancários, a Fenaban apresentou hoje nova proposta, o "que significou a manutenção do modelo que vinha sendo colocado em prática nos últimos anos, de reposição integral da inflação mais aumento real e abono parcial dos dias parados”.

Além dos reajustes que forem apresentados ontem, hoje a Federação aceitou abonar 63% das horas dos trabalhadores de 6 horas, de um total de 84 horas, e 72% para os trabalhadores de 8 horas, de um total, assim, de 112 horas.

O Comando informou que a proposta da Fenaban só vale até segunda-feira.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: