NOTÍCIAS

Menino muçulmano preso por levar relógio à escola tem emocionante encontro com Obama

21/10/2015 10:18 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
Chip Somodevilla via Getty Images
WASHINGTON, DC - OCTOBER 19: U.S. President Barack Obama (2nd R) talks with 14-year-old Ahmed Mohamed (C) during the second Astronomy Night on the South Lawn of the White House October 19, 2015 in Washington, DC. Invited to the White House for the science event, Mohamed was handcuffed and questioned by police last month when he brought a homemade electronic clock to class at MacArthur High School in Irving, TX, and officials mistook it for a bomb. (Photo by Chip Somodevilla/Getty Images)

Você se lembra do caso de Ahmed Mohamed, o menino muçulmano que foi preso ao levar para a escola um relógio supertecnológico que ele mesmo criou e que a professora pensou ser uma bomba?

O menino, que foi vítima, na ocasião, da injustiça e do preconceito que cercam árabes, islâmicos e muçulmanos nos Estados Unidos, é um verdadeiro amante de ciências e tecnologias e teve a oportunidade de conhecer, nesta semana, o presidente dos Estados Unidos em um evento na Casa Branca, chamado "Astronomy Night" (Noite da Astronomia, na tradução literal).

O porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest, havia dito, pela manhã, que o encontro dos dois não seria possível, mas, para a felicidade de ambos, eles conseguiram se conhecer. Quando aconteceu o incidente, Ahmed teve o apoio de diversas personalidades, incluindo Obama, que postou a seguinte frase em seu Twitter: "Relógio legal, Ahmed. Quer trazer ele para a Casa Branca? Nós devemos inspirar mais crianças como você para gostar de ciências. E é isso que faz dos Estamos Unidos um bom lugar".

SO HAPPY, I CANT BELIEVE THAT I MET THE #president of THE #UNITEDSTATES!!!

Uma foto publicada por Ahmed Mohamed (@official_istandforahmed) em

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: