NOTÍCIAS

John Henson recebe R$ 11 milhões por ano. Mas uma joalheria dos EUA preferiu barrar a entrada dele

20/10/2015 17:27 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
Gary Dineen via Getty Images
ST. FRANCIS, WI - SEPTEMBER 28: John Henson #31 of the Milwaukee Bucks poses for a portrait during Media Day on September 28, 2015 at the Orthopaedic Hospital of Wisconsin Training Center in St Francis, Wisconsin. NOTE TO USER: User expressly acknowledges and agrees that, by downloading and or using this Photograph, user is consenting to the terms and conditions of the Getty Images License Agreement. Mandatory Copyright Notice: Copyright 2015 NBAE (Photo by Gary Dineen/NBAE via Getty Images)

John Henson, pivô do Milwaukee Bucks, franquia de Wisconsin na NBA, passou por apuros nesta segunda-feira (19). Tudo por conta de mais um grave episódio de racismo.

Henson contou ter sido barrado na porta da luxuosa joalheria Schwanke-Kasten, em Milwaukee. Segundo o atleta, com a sua chegada, a porta foi trancada e ele foi mandado embora. Em seguida, policiais apareceram para só então o acesso de Henson ser liberado.

john henson bucks

Em sua conta no Instagram, Henson decidiu expor o caso. "Este foi um dos casos de preconceito racial mais degradantes que já vi e não desejo isso a ninguém. Essa loja precisa ser denunciada, e é o que estou fazendo".

Thomas Dixon, proprietário da joalheria, disse que seus funcionários negaram a entrada de Henson por conta de orientações da polícia, que pedia que eles fossem chamados caso um Chevrolet Tahoe vermelho se aproximasse dali.

O Milwaukee Bucks saiu em defesa de Henson, classificando o caso como "muito preocupante". Na atual temporada, Henson tem salário anual garantido de US$ 2,9 milhões, algo em torno de 11 milhões de reais. Ele joga pela equipe da cidade desde 2012.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: