MULHERES

Marta fica fora da lista das melhores do futebol pela 1ª vez desde 2003

19/10/2015 15:25 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
Brazil Photo Press/CON via Getty Images
MONCTON, CANADA - JUNE 21: Marta of Brazil reacts during the FIFA Women's World Cup 2015 round of 16 match between Brazil and Australia at Moncton Stadium on June 21, 2015 in Moncton, Canada. (Photo by William Volcov/Brazil Photo Press/LatinContent/Getty Images)

Eleita a melhor jogadora do mundo cinco vezes, a brasileira Marta não vai figurar na lista de três finalistas pela primeira vez desde 2003. Nesta segunda-feira, a Fifa divulgou o resultado da votação inicial para a escolha da Bola de Ouro e indicou as dez atletas que foram destaque em 2015. Marta, porém, não faz parte da relação.

A brasileira bateu todos os recordes quando venceu o troféu em todas suas edições entre 2006 e 2010. Em 2003, ela havia ficado na décima posição e já atraía a atenção do mundo para sua qualidade. Mesmo no ano passado, ela chegou a ficar em segundo lugar, superada pela alemã Nadine Kessler.

marta brazil

Mas o desempenho decepcionante da jogadora com a seleção e o fato de o Brasil não ter passado das oitavas de final no Mundial de Futebol Feminino, realizado no Canadá, influenciaram na votação neste ano. Marta não conseguiu fazer a diferença e apenas marcou um gol na competição, de pênalti.

Jogando neste ano pelo Rosengard, da Suécia, ela deixou de estar entre as melhores do mundo e, havia deixado claro anteriormente que a seleção não poderia mais depender apenas dela. Ela também passou os últimos anos alertando que o Brasil precisava garantir investimentos na modalidade, o que também não ocorreu.

Neste ano, as dez candidatas do prêmio de melhor do mundo são as alemãs Nadine Angerer e Celia Sasic, a suíça Ramona Bachmann, a canadense Kadeisha Buchanan, as francesas Eugénie Le Sommer e Amandine Henry, a japonesa Aya Miyama, além das norte-americanas Carli Lloyd, Megan Rapinoe e Hope Solo.

Nenhuma brasileira faz parte da lista dos melhores treinadores. A relação das dez indicadas deste ano traz Calle Barrling (Suécia sub-19), Colin Bell (Frankfurt), Farid Bensiti (PSG), Jill Ellis (seleção dos Estados Unidos), Laura Harvey (Seattle Reign), John Herman (Canadá), Gerard Prêcheur (Lyon), Mark Sampson (Inglaterra), Norio Sasaki (Japão) e Thomar Worle (Bayern de Munique).

Nesta terça-feira, a Fifa divulga a lista dos candidatos ao prêmio entre os homens. A entrega das premiações está marcada para o dia 11 de janeiro, em Zurique.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: