NOTÍCIAS

São falsas fotos de provas do Enem nas redes sociais, diz Inep

18/10/2015 20:10 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
Montagem/Twitter e Estadão Conteúdo

A uma semana da realização das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou, em sua página oficial no Twitter, que são falsas as fotos de supostas capas de dois modelos da avaliação e o tema da redação do Enem de 2015 que circularam pelas redes sociais neste domingo (18).

"Atenção participantes do #Enem2015! As provas que estão circulando são falsas", diz o comunicado. Em 2009, a prova do Enem foi cancelada pelo Ministério da Educação (MEC), após o vazamento confirmado de informações.

No próximo fim de semana, mais de 7,7 milhões de estudantes farão quatro provas objetivas, cada uma com 45 questões de múltipla escolha e uma prova de redação. No sábado, 24 de outubro, serão aplicadas as provas de ciências humanas e suas tecnologias e de ciências da natureza e suas tecnologias, com duração de quatro horas e trinta minutos, contadas a partir da autorização do aplicador. No domingo, 25, será a vez de linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e matemática e suas tecnologias, com duração de cinco horas e trinta minutos.

Considerado, sempre, o horário oficial de Brasília, a aplicação das provas começará às 13h30. Os candidatos terão acesso aos locais de prova a partir das 12h. Os portões serão fechados às 13h, em todas as unidades da Federação. Assim, quem mora em Manaus, por exemplo, terá de chegar ao local de prova até as 12h locais; em Rio Branco, às 11h.

Esta será a primeira edição da prova em que o Ministério da Educação não vai encaminhar a versão impressa pelos Correios. Para evitar imprevistos, a orientação do MEC é que os candidatos visitem o local das provas com antecedência.

Para ajudar os candidatos a se preparar para o Enem, a EBC preparou o aplicativo Questões Enem que reúne todas as questões desde a edição de 2009. No sistema, é possível escolher as áreas do conhecimento que se quer estudar. O acesso é gratuito.

grafico enem

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS:


LEIA TAMBÉM

- Triplicou o número de travestis e transexuais inscritos no Enem

- 'Estude ética', ironiza ministro da Educação a aluno que pediu tema da redação do Enem

- Enem mostra que diferença entre rede pública e privada é menor entre escolas pobres

- USP vai adotar Enem para parte de suas vagas