NOTÍCIAS

Cópias de documentos de Cunha e família comprovam contas na Suíça

16/10/2015 14:33 -03 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
ANDRESSA ANHOLETE/FRAME/ESTADÃO CONTEÚDO

O Ministério Público Suíço não tem dúvidas de que o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), é o beneficiários de quatro contas secretas no país. De acordo com documentos obtidos pela TV Globo, cópias do passaporte do peemedebista, da esposa e da filha dele foram enviados ao Brasil pelas autoridades suíças.

Na documentação aparecem a assinatura, o visto norte-americano e dados pessoais, como data de nascimento e endereço, de Cunha. Segundo a reportagem, na justificativa para abertura de contas no exterior, na qual os documentos foram apresentados, o deputado diz que pretende manter negócios na Suíça.

O banco alega que as correspondências são enviadas para um endereço nos Estados Unidos porque o Brasil não conta com um serviço postal seguro.

Foram encontrados US$ 5 milhões nas quatro contas. Dentre a movimentação financeira consta o pagamento de aulas de tênis em uma academia na Flórida (EUA) e de um curso de inglês na Inglaterra.

Ainda segundo a reportagem, duas contas foram encerradas quando a Operação Lava Jato foi deflagrada e as outras duas, bloqueadas no início deste ano.

Os documentos provam que o parlamentar mentiu na CPI da Petrobras. Ao prestar depoimento voluntário, Cunha negou qualquer movimentação financeira no exterior. Disse que tinha apenas as contas declaradas no Imposto de Renda. Mentir no colegiado configura quebra de decoro, o que pode levar a perda do mandato.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: