ENTRETENIMENTO

Nova biografia diz que Lou Reed, que liderou o Velvet Underground, agredia mulheres

13/10/2015 23:09 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:53 -02
Hello Turkey Toe/Flickr
Just so you know.

Uma nova biografia de Lou Reed aponta que o músico tinha um histórico de violência contra mulheres, segundo o site americano The Daily Beast.

Escrito por Howard Sounes, Notes from the Velvet Underground: The Life of Lou Reed (Notas do Velvet Underground: A Vida de Lou Reed) traz o resultado de 140 entrevistas com pessoas que se envolveram com o músico ao longo de sua vida, como amigos, companheiros de banda, celebridades e membros de sua família. Reed morreu em outubro de 2013.

Bettye Kronstad, que se casou com o músico em 1973, apontou que ele tinha um comportamento agressivo. "Ele te pressionaria contra a parede. Brigaria com você. Bateria em você... Te chacoalharia... Até que uma vez ele realmente me deixou com o olho roxo", disse ela em depoimento ao autor.

No livro, Allan Hyman, um amigo de escola do músico, também afirma que Reed bateu em uma namorada durante um jantar em que ele e sua mulher estavam presentes. "Ela dizia algo. Ele ficava irritado com aquilo e batia na parte de trás da cabeça dela", disse.

Ao escrever a biografia, Sounes passou a ver Reed com outros olhos. "Eu amava sua música, mas você tem que seguir a história", disse ele ao Daily Beast. "Os obituários sobre ele foram gentis demais, ele era um homem muito desagradável. Um monstro, na verdade. Acho verdadeiramente que a palavra 'monstro' é aplicável."

O livro, que gira em torno do processo criativo de Reed, seus problemas de saúde mental, sua bissexualidade, seus três casamentos e seu vício em drogas e álcool, será publicado em 22 de outubro no Reino Unido.

lou reed

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: