NOTÍCIAS

Contas de Dilma rejeitadas terão 'análise técnica' na Comissão de Orçamento, diz senadora

08/10/2015 19:31 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02
Montagem/Estadão Conteúdo

A presidente da Comissão Mista de Orçamento (CMO), senadora Rose de Freitas (PMDB-ES), afirmou nesta quinta-feira (8) que a análise da recomendação de rejeição das contas da presidente Dilma Rousseff, feita pelo Tribunal de Contas da União, deve demorar até77 dias no colegiado. Ela também prometeu uma análise puramente técnica.

A senadora explicou que a ideia dela é levar as contas para votação , na comissão,ainda este ano.

“Seguiremos regimentalmente todos os prazos. Vamos trabalhar para votar o relatório ainda este ano na CMO. Todos têm consciência de que isto é uma angústia que fica presente na vida de todos os brasileiros, e nesta Casa também. É uma matéria importante, acompanhada por todos. O país está em crise, dividido.”

Nos bastidores, entretanto, peemedebistas falam em pelo menos cinco meses e esperam finalizar o trâmite do processo na comissão apenas em fevereiro.

A dificuldade no momento, entretanto, é a escolha do relator do caso. Com a promessa de que fará um julgamento técnico, Rose disse que escolherá um nome capaz de fazer uma análise fria. “Claro que todo mundo aqui tem um lado, mas vamos procurar alguém mais neutro”, afirmou.

A priori, a senadora já descartou integrantes do PT, do PSDB e, inclusive, do PMDB.

“O julgamento será técnico, embora a comissão tenha representantes de vários partidos. Não podemos errar no julgamento das contas de um presidente da República. Eu não sou afeita a pressões. A luta do governo será no Congresso Nacional, que vai dar a palavra final. Aqui é um colegiado mais específico e o parecer será técnico.”

A senadora também fez uma ampla defesa do Tribunal de Contas da União. “Não vamos desconsiderar jamais o trabalho técnico do tribunal”, arrematou.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: