NOTÍCIAS

Bielorussa Svetlana Alexievich é a 14ª mulher a ser premiada com o Nobel de Literatura

08/10/2015 09:32 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02
Wikimedia Commons

A escritora bielorrussa Svetlana Alexijevich ganhou o Prêmio Nobel de Literatura de 2015 nesta quinta-feira (8) por sua obra que os juízes da Academia Sueca chamaram de "um monumento ao sofrimento e à coragem".

Svetlana, que também é jornalista, tem 67 anos e é a 14ª mulher a ser premiada com o Nobel de Literatura desde a criação, em 1901.

Ela usou suas habilidade de jornalista para criar uma literatura narrando as grandes tragédias da União Soviética e seus colapsos, como a Segunda Guerra Mundial, a guerra soviética no Afeganistão, o desastre nuclear de Chernobyl em 1986 e os suicídios que se seguiram desde a morte do comunismo.

Seu primeiro romance, "A face pouco feminina da guerra", publicado em 1985 e baseado nas histórias de mulheres que lutaram contra os alemães nazistas, vendeu mais de dois milhões de cópias.

Seus livros foram publicados em 19 países. Ela também escreveu três peças de teatro e roteiros para 21 documentários. A Academia Sueca citou Alexievich "para seus escritos polifônicos, um monumento ao sofrimento e coragem em nosso tempo".

A secretário permanente da Academia, Sara Danius, disse que a escritora foi comunicada pouco antes do anúncio e disse uma única palavra: "Fantástico", disse Danius.

Ela elogiou Alexievich como uma grande e inovadora escritora. "Ela transcende o formato de jornalismo e desenvolveu um novo gênero literário que leva sua marca registrada", disse Danius.

O Prêmio de Literatura no último ano foi para o escritor francês Patrick Modiano.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: