ENTRETENIMENTO

Conheça o novo vilão da série 'Asterix'

07/10/2015 13:47 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02
Editions Albert René

Como toda boa história precisa de um personagem do mal, o próximo álbum de Asterix vai introduzir um capanga romano disposto a fazer de tudo para frustrar os planos dos nossos gauleses prediletos.

A 36ª aventura do nosso diminuto heroi, intitulada Le Papyrus de César ("O papiro de César", em português), será lançada em 22 de outubro, mas o HuffPost France obteve com exclusividade o nome o visual do novo vilão, assim como outros detalhes sobre a história.

promocionus

No Brasil, o nome do vilão será Promocionus e, em Portugal, Vendedetus. Em outras línguas -- Asterix é traduzido para dezenas delas --, seu nome será Blockbustus (inglês), Bonus Promoplus (francês), Promoplús (espanhol), Bestsellerus (italiano) e Syndicus (alemão).

E com que personalidade francesa ele se parece?

Essa é a pergunta que não quer calar, naturalmente, dada a preponderância das caricaturas no mundo de Asterix. O roteirista Jean-Yves Ferri e o ilustrado Didier Conrad não estão escondendo nada: eles se inspiraram em Jacques Séguéla, famoso editor francês e fundador da agência Euro RSCG (atual Havas Advertising).

asterix papyrus

Mas o novo personagem não é necessariamente uma caricatura do homem que gerenciou a campanha presidencial de François Mitterrand em 1981; ele foi apenas a inspiração. "Ele conhece e entende as maquinações do poder e é capaz de prever as próximas jogadas. O personagem é um conselheiro que atua nos bastidores, mas também se sente à vontade em público e nos círculos do poder. Precisávamos mostrar essa duplicidade em seu rosto."

Promocionus é relativamente velho para o universo Asterix (apesar de a série contar com alguns personagens idosos, como Geriatrix). "Tinha fotos de Séguéla velho, então comecei com uma pessoa idosa", brinca Conrad, antes de explicar: "O cabelo comprido ajudou não só a equilibrar o narigão e a esconder o pescoço dele, que parecia meio curvado dadas suas feições, mas também para deixá-lo um pouco mais jovem. É um velho tentando ser jovem."

E o que Uderzo, o criador de Asterix, achou do novo personagem? Apesar de não desenhar mais os livros da série, ele acompanha tudo de perto. "Achei incrível!", garante ele. "Com certeza ele é fiel ao espírito dos vilões de Asterix. Ele é pequeno e tem um ar de maldade. Gosto disso."

A única queixa foi em relação ao nariz de Promocionus. "Acho grande demais. Essencialmente, eu desenhava os gauleses com nariz grande, mas quase nunca os romanos! (Não podemos culpá-los por tudo!!) Só alguns têm o direito de um adereço nasal roxo e gordinho - você sabe de quem estou falando, com certeza (um personagem recorrente de nosso amigo Pierre Tchernia). Eles levaram em consideração minha observação e corrigiram o nariz, que pendia demais para baixo."

Primeiros rascunhos de Promocionus (antes da "correção" do nariz)...

rascunhos

Séguéla não foi a única fonte de inspiração para Promocionus. Sua personalidade também tem um pouco de figuras políticas como Patrick Buisson e Henri Guaino, que escreveram os discursos de Nicolas Sarkozy quando este era presidente da França.

"No começo, queria colocar [Júlio] César em destaque [na história]", lembra Ferri. "Mas você não pode simplesmente fazer o que quiser com César. Precisávamos encontrar alguém para apanhar no lugar dele... Então pensei em um personagem que ficasse nas sombras, um conselheiro oculto. Um Patrick Buisson, em seu papel, não em sua presença física."

Promocionus é baseado em outros vilões da série? Não, se acreditarmos em Uderzo.

"Ele tem personalidade própria e é bem diferente dos outros antagonistas. Os vilões costumam aparecer em único um livro. Portanto, o ideal é inventar uma personalidade nova para cada personagem. Ah, ele tem um pouco de Acidonitrix. E me lembra um pouco Surreptitus."

Em julho, Uderzo revelou parte da trama da nova história. A aventura começa com o famoso livro de Júlio César, As Guerras Gálicas, que provocou pesadelos em gerações de estudantes de latim. Não é surpresa, portanto, que Promocionus tenha a profissão de editor e conselheiro plenipotenciário.

Um homem que atua nas sombras, Promocionus é apresentado no círculo fechado da intelligentsia romana. "Ele é completamente urbano, e a perspectiva de treinar esses espartanos no interior da Gália não lhe interessa. Ele abandona Roma, horrorizado", diz Ferri.

Troque "Roma" pelo bairro parisiense de "Saint-Germain-des-Prés" e alguns editores da capital francesa se reconheceriam no personagem facilmente.

Rascunhos iniciais do personagem Promocionus


Este artigo foi originalmente publicado pelo Le Huffington Post FR e traduzido do francês.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS:



MAIS QUADRINHOS NO BRASIL POST:

Ansiedade e depressão, em quadrinhos