NOTÍCIAS

'Não vou cair antes', diz Cunha em confronto com Dilma

06/10/2015 19:44 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02
DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDO

O congelamento das contas nas Suíça atribuídas ao presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), foi, segundo a Globo News, informado ao parlamentar pelo Ministério Público do país. Cunha, entretanto, se recusa a falar sobre o assunto.

Na semana passada, após a divulgação das contas no paraíso fiscal, ele fez um prognóstico a parlamentares próximos. “Não vou cair antes dela”, disse, segundo a Época, em referência a presidente Dilma Rousseff.

Ainda de acordo com a revista, em resposta, Cunha tentará criar uma comissão para analisar o pedido de impeachment protocolado por Hélio Bicudo, um dos fundadores do PT.

Em documentação enviada ao Brasil, o MP suíço denuncia contas bancárias supostamente de Cunha e seus familiares. A Procuradoria-Geral da República abriu investigação para confirmar a veracidade das informações.

Em depoimento à Polícia Federal, o engenheiro João Henriques, delator na Operação Lava Jato, afirmou que fez depósitos em nome de Cunha em contas no exterior.

Em março, Cunha negou na CPI da Petrobras que tenha contas no exterior. Na comissão, ele foi questionado se tinha contas em paraísos fiscais e negou."Não tenho qualquer tipo de conta em qualquer lugar que não seja a conta que está declarada no meu imposto de renda.”

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: