NOTÍCIAS

Médicos conseguem reconectar cabeça de bebê após 'decapitação interna'

06/10/2015 21:38 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02
Reprodução

Um bebê australiano que teve a cabeça separada do corpo acaba de ganhar uma nova chance de vida.

Jackson Taylor, de 1 ano e 4 meses, sofreu uma luxação atlanto-occipital e teve duas vértebras do pescoço fraturadas após um acidente de carro.

O trauma, também conhecido como decapitação interna, consiste no rompimento dos tecidos do pescoço que dão sustentação ao crânio.

Com isso, a cabeça só fica presa ao corpo por meio da pele. Por um milagre, a medula espinhal de Jackson ficou intocada, mas é comum que as vítimas do trauma percam os movimentos.

7 News | Toddler spinal surgery

A toddler has undergone delicate surgery to reattach his head to his neck following a serious car accident.Specialist staff pulled off what was thought to be impossible. The boy will now be able to lead a completely normal life after his marathon surgery.7 News reporter Katrina Blowers has the details.Latest from 7 News: http://yhoo.it/1HYefMw7 News video: http://yhoo.it/1V97pbWLatest news on Twitter: twitter.com/7NewsMelbourne

Posted by 7 News Melbourne on Terça, 29 de setembro de 2015



Felizmente, após uma cirurgia de seis horas, médicos conseguiram recuperar a sustentação do crânio do garoto utilizando um pedaço de uma costela de Jackson e um fio para religar as vértebras desencaixadas.

Para garantir o sucesso da cirurgia, Jackson teve sua cabeça completamente imobilizada por uma órtese em formato de gaiola, que o impede de movimentar o pescoço.

Agora, o bebê -- que está andando e se alimentando normalmente -- terá de ficar ao menos dois meses com o pesado aparato.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: