NOTÍCIAS
18/09/2015 14:25 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:40 -02

Em forte alta, dólar bate R$ 3,93 e alcança máxima desde 2002

Thinkstock/Getty Images

O dólar opera em forte alta nesta sexta-feira (18) e chegou a bater R$ 3,93, maior valor desde 2002, quando a moeda norte-americana chegou a R$ 3,98 em 22 de outubro.

Após fechar a quinta-feira cotado a R$ 3,88, o dólar à vista teve valorização de 0,74% pela manhã, quando estava sendo negociado a R$ 3,91. Já no início da tarde, contudo, a moeda cresceu ainda mais diante do real e foi a R$ 3,93 à vista no balcão.

A valorização do dólar frente à moeda brasileira se deve às incertezas políticas e econômicas. Nem mesmo a decisão do Federal Reserve, banco central norte-americano, de manter os juros do país próxima a zero freou a evolução da moeda.

No Brasil, o mercado tem sido pressionado pelas incertezas sobre o reequilíbrio das contas públicas e pelas turbulências políticas no País.

O receio, segundo economistas, é que os duros ajustes fiscais propostos pelo ministro da Fazenda, Joaquim Levy, e pelo ministro do Orçamento, Nelson Barbosa, tenham dificuldade de serem aprovados no Congresso, com a possibilidade de algumas medidas serem rejeitadas.

Os investidores ainda monitoram os desdobramentos das movimentações pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff. De acordo com a Agência Estado, Lula teria aconselhado a presidente uma reforma ministerial mais ampla, para garantir sustentação política no Congresso e evitar o processo de impedimento.

No exterior, o dólar caía diante da maioria das moedas emergentes e ligadas a commodities. "Minha visão é a de que o comunicado do Fed foi 'dovish' [suave], diminuindo as chances de um aumento de juros no curto prazo", disseram os analistas do Goldman Sachs Asset Management em nota a clientes.

(Com informações da Estadão Conteúdo)

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: