NOTÍCIAS
18/09/2015 18:19 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:40 -02

8 benefícios de ter barba

Barbas não são apenas charmosíssimas(ei, quem diz isso é a ciência), mas também pode fazer bem. Portanto, se alguém mencionar aqueles estudos que falam em coliformes fecais na barba, eis oito fatos que você pode usar para responder:

1. A barba pode proteger seu rosto dos raios do sol.

barba

FRANKIECARR VIA GETTY IMAGES

“Homens com muita pele exposta têm mais envelhecimento do tecido e mais rugas”, diz Bobby Buka, fundador da Greenwich Village Dermatology, em Nova York, e chefe de seção da Escola de Medicina Mount Sinai. “Existe uma condição de saúde provocada pelo dano crônico causado pela exposição ao sol. Isso se manifesta em manchas e pele flácida e enrugada.”

Como disse Jonha Revesencio em seu post no HuffPost “Science Explains Why a Beard Makes You Look Hotter” (a ciência explica por que a barba te faz parecer mais bonito), as barbas bloqueiam até 95% dos raios UV.

Citando pesquisas da Universidade de Southern Queensland, Revesencio explicou que a barba pode minimizar os problemas causados pela exposição ao sol e até mesmo reduzir as probabilidade de desenvolver câncer de pele.

2. A barba pode te esquentar no inverno.

Quando os termômetros caem, a barba te mantém quentinho.

“Os pelos faciais funcionam como uma barreira protetora – especialmente nos meses de inverno”, disse Buka ao The Huffington Post. “Quando estamos falando do ressecamento da pele causado pelo frio e pelo vento, a barba age como um protetor térmico, além de ser uma barreira física contra os efeitos do clima.”

3. A barba pode evitar problemas de garganta.

Pelos no rosto podem manter as bactérias longe da sua boca, o que ajuda a proteger a garganta. A efetividade da barba foi documentada em 1875! No livro Pulmonary Tuberculosis: Its Pathology, Nature, Symptoms, Diagnosis, Prognosis, Causes, Hygiene and Medical Treatment, Addison P. Dutcher observa:

Não pode haver dúvida de que a barba e os cabelos que crescem nas narinas foram desenhados pela natureza para proteger os pulmões dessas partículas deletérias. Sendo esta a função da barba, indivíduos que têm empregos nos quais o ar é constantemente cheio de partículas de pó fino não deveriam se barbear. Cheguei a essa conclusão depois de observar detidamente o efeito da barba e do ato de se barbear nos pulmões e nas passagens de ar. E poderia, se houvesse espaço, registrar muitos casos de doenças da garganta e dos pulmões que foram permanentemente curados pelo uso da barba.

4. A barba pode ajudar quem tem asma.

dor de garganta

KL SERVICES VIA GETTY IMAGES

Como no caso da prevenção de doenças da garganta, a barba pode representar mais uma barreira à exposição a agentes tóxicos. “Se você sofre de asma, [a barba oferece] um filtro adicional antes de [as toxinas] entrarem no seu pulmão”, disse Buka ao The Huffington Post.

5. A barba pode reduzir as chances de infecções bacterianas. (Adeus, acne!)

As barbas podem ser uma camada extra de proteção contra infecções. As bactérias existem naturalmente na pele, mas o ato de se barbear pode criar aberturas que permitem a entrada delas no organismo, causando acne e pelos encravados. Não se barbear também podem evitar irritação das espinhas.

Segundo o livro The Acne Cure, de Terry J. Dubrow e Brenda D. Adderly, fazer a barba pode causar o aparecimento de espinhas, piorar as existentes e contribuir para infecções de pele causadas pela acne, segundo um artigo do Livestrong.com que menciona o livro.

6. Não fazer a barba libera tempo para fazer coisas mais importantes.

Em 1972, Herbert Mescon, então professor e diretor do Departamento de Dermatologia da Escola de Medicina da Universidade de Boston, disse ao The Spartanburg Herald que o homem médio passaria cerca de 3 350 horas de sua vida fazendo a barba. São 139 dias! Quase cinco meses! Deixar a barba crescer é uma enorme economia de tempo.

7. A maioria dos homens se sente mais atraente de barba.

A empresa alemã Braun entrevistou a 1 000 homens nova-iorquinos sobre seus hábitos de cuidado com a aparência. 67% dos entrevistados disseram que têm pelos faciais – barba ou bigode – e mais da metade disse que se sente mais atraente de barba. 55% disseram ter recebido elogios por seus pelos faciais, e 41% disseram que se sentem mais confiantes por causa da barba.

8. A barba pode melhorar sua vida sexual.

Considere este um caso clássico do ovo ou da galinha.

Um estudo anônimo dos anos 1970, citado no livro The Dependent Gene (o gene dependente, em tradução livre), encontrou uma correlação entre barba e potencial para fazer sexo. “O estímulo para o crescimento da barba está relacionado com a retomada da atividade sexual”, concluiu o autor do experimento, depois de passar longos períodos em isolamento. Quando a probabilidade de um encontro sexual aumenta, também cresce a secreção de testosterona, o que pode ter impacto no crescimento da barba, segundo o livro.

Então mais sexo significa mais barba? Ou mais barba significa mais sexo?! Bem, ambas as coisas.

Segundo um estudo de 2008 realizado por psicólogos da Universidade de Northumbria, “mulheres... avaliaram homens com a barba por fazer como mais durões, maduros, agressivos, dominantes e masculinos – e como os melhores pares românticos, seja para um relacionamento casual ou para relacionamentos de longo prazo”, diz o Telegraph.

Citando os autores de pesquisada publicada no Journal of Personality and Individual Differences, o Telegraph observa: “Pelos faciais, ou barba, são um sinal sociossexual poderoso e um marcador biológico óbvio da maturidade sexual”.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS:


Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.