NOTÍCIAS
17/09/2015 11:04 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:40 -02

Jair Bolsonaro é condenado a indenizar Maria do Rosário em R$ 10 mil após dizer que ela 'não merecia' ser estuprada

Reprodução/WikimediaCommons.com

O deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) foi condenado pela Justiça, em primeira instância, a pagar R$ 10 mil por danos morais à deputada Maria do Rosário (PT-RS), segundo informou a coluna da Mônica Bergamo no jornal Folha de S. Paulo nesta quinta-feira (17).

A deputada entrou com uma ação contra Bolsonaro após ele ofendê-la no plenário da Câmara dos Deputados, em dezembro de 2014.

Na ocasião, a deputada discursou sobre a importância da Comissão Nacional da Verdade, e, em seguida, Bolsonaro subiu ao plenário e retrucou: "Há poucos dias você me chamou de estuprador no Salão Verde e eu falei que não estuprava você porque você não merece. Fique aí para ouvir”.

Assista à cena:

No dia seguinte, em entrevista ao jornal Zero Hora, o deputado reafirmou sua posição e fez uma nova ofensa ao justificar sua fala:

"Ela não merece porque ela é muito ruim, porque ela é muito feia, não faz meu gênero, jamais a estupraria. Eu não sou estuprador, mas, se fosse, não iria estuprar, porque não merece."

A decisão é da 18ª Vara Cível de Brasília.

A deputada publicou em sua página do Facebook uma carta aberta às mulheres agradecendo o apoio durante o processo e enfatizando a importância desta conquista:

"Não podemos esmorecer, pois temos a responsabilidade de mostrar caminhos de justiça, de fazer valer as leis que criamos, de buscar um mundo em que nenhuma mulher, nenhum ser humano, seja desrespeitado em sua dignidade."

Veja o texto completo:

CARTA ABERTA ÀS MULHERESConquistamos uma vitória. Pode até parecer pequena, mas não é. Quando um gesto de justiça...

Posted by Maria Do Rosário Nunes on Quinta, 17 de setembro de 2015


Bolsonaro pode recorrer da decisão. Outro processo sobre o caso foi aberto no Supremo Tribunal Federal.