NOTÍCIAS
16/09/2015 18:31 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:40 -02

Após ser preso por causa de relógio, jovem muçulmano conquista apoio de Barack Obama e Mark Zuckerberg

Reprodução/Twiter

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, se manifestou nesta quarta-feira (16) sobre o caso do adolescente muçulmano que foi detido após levar um relógio feito em casa para a escola. O dispositivo foi "confundido" com uma bomba por um professor de inglês.

Relógio legal, Ahmed. Quer trazê-lo para a Casa Branca? Nós devemos inspirar mais crianças como você a gostarem de ciências. É isso que torna a América incrível.

O jovem foi retirado da escola algemado, após o professor chamar a polícia. Ahmed foi levado a um centro de detenção onde foi fotografado e teve suas impressões digitais registradas. Ele ainda foi suspenso das atividades escolares por três dias.

O fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, também se manifestou por meio da rede social e convidou o jovem, que vive no Texas, para conhecer o escritório do Facebook, na Califórnia.

zuck

Provavelmente vocês viram a história de Ahmed, o estudante de 14 anos do Texas que produziu um relógio e foi preso após levá-lo para a escola. Ter a habilidade e a ambição de construir algo legal deveria trazer aplausos, não prisão. O futuro pretence à pessoas como Ahmed. Ahmed, se você algum dia quiser vir ao Facebook, eu vou adorar conhecê-lo. Siga construindo

O Twitter também se envolveu e convidou Ahmed para fazer um estágio na empresa:

Nós <3 construir coisas no Twitter também. Você consideraria fazer um estágio conosco? Nós adoraríamos! Mande uma DM!

Após a repercussão do caso, a escola do jovem publicou um comunicado, afirmando que "sempre pede aos estudantes e aos professores para imediatamente reportarem caso vejam algum item suspeito".

O Conselho de Relações Islâmico-Americanas, que investiga o caso de islamofobia, afirmou: "Isso não seria nem uma questão se o seu nome não fosse Afmed Mohamed. Ele é uma criança empolgada e brilhante, que quer dividir isso com seus professores".

O jovem recebeu muitas mensagens de apoio no Twitter, por meio da hashtag #IStandWithAhmed (Eu apoio Ahmed, em tradução livre) de várias celebridades americanas, incluindo a pré-candidata à presidência, Hillary Clinton.

Premissas e medo não nos mantêm seguros, eles nos detêm. Ahmed, siga curioso e construindo.

Oi Ahmed! Nós guardamos um lugar para você na Feira de Ciências do Google deste final de semana. Quer vir? Traga seu relógio!

Gênios não devem ser desencorajados ou amedrontados com base na cor de pele.

Eu não consigo imaginar se estaria trabalhando para a NASA hoje se algo como isso acontecesse comigo.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: