MUNDO
07/09/2015 19:26 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:34 -02

Advogados querem liberdade de mulher que negou registrar casamentos gay nos EUA

kim presa

Os advogados que representam a escriturária Kim Davis, presa após se negar a registrar o casamento de casais gays do Kentucky, nos Estados Unidos, pediram a libertação dela. Nesta segunda-feira, quando é comemorado o Dia do Trabalho americano, Kim completa seu quinto dia presa. Mas os casais já conseguiram se casar.

A prisão de Kim foi ordenada na quinta-feira (3) após ela desafiar os pedidos para que fossem registrados os casamentos de casais homossexuais. A tabeliã, que já se casou por quatro vezes, alega razões religiosas para não emitir o registro de casamento dos casais.

O vídeo abaixo mostra um desses episódios.

A prisão de Kim acabou reforçando ainda o racha entre democratas e republicanos. Os conservadores do país tem usado as redes sociais para mostrar apoio à escriturária. Um petição online pela liberdade dela já está no ar.

Mike Huckabee, um dos republicanos que concorrem à indicação para disputar a Casa Branca em 2016, é um dos apoiadores de Kim.

Mas, parece que, por enquanto, Kim vai precisar se acostumar com a cela.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: