ENTRETENIMENTO

De 'A Hora do Pesadelo' a 'Pânico': 5 filmes essenciais de Wes Craven

31/08/2015 11:17 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:32 -02
Reprodução

Responsável por alguns dos maiores clássicos do cinema de horror, como A Hora do Pesadelo (1984) e Pânico (1996) o diretor norte-americano Wes Craven faleceu no último domingo (30). Segundo informações da família de Craven, o cineasta vinha lutando contra um câncer no cérebro há vários meses.

Antes de se dedicar ao cinema, Craven, que nasceu no dia 2 de agosto de 1939, na cidade de Cleveland, Ohio, se formou em literatura, psicologia e filosofia, trabalhando como professor na Universidade de Clarkson, Nova York.

Oficialmente apresentado com o filme Aniversário Macabro, em 1972, Craven trabalhou como diretor e roteirista em mais de 30 produções, além de assumir a direção de diferentes filmes e séries apresentados nos últimos 40 anos. Na lista abaixo, uma seleção que resume a obra do diretor norte-americano em cinco filmes essenciais.



wes craven


Aniversário Macabro

Ano: 1972

Proibido em dezenas de países por conta do alto teor de violência das imagens, Aniversário Macabro não apenas é o trabalho que marca a estreia de Wes Craven nos cinemas, como aponta a direção que seria seguida pelo diretor em grande parte da carreira. Estupro, tortura e assassinato marcam a trama do filme que mostra o sequestro de duas jovens garotas por um grupo de criminosos. Uma obra ainda marcada pela crueza das imagens e diálogos perturbadores mesmo 40 anos após seu lançamento nos cinemas.



freddy


A Hora do Pesadelo

Ano: 1984

"Um, dois, O Freddy vem te pegar / Três, quatro, é melhor a porta você trancar...". Como escapar de um assassino que ataca enquanto você está sonhando? Com essa premissa, Wes Craven transformou o icônico Freddy Krueger em um dos personagens mais assustadores do cinema de terror. "...Cinco, seis, agarre seu crucifixo". Estreia de Johnny Depp, o filme que contou com um orçamento baixíssimo, U$$ 1,8 milhões, acabou faturando mais de U$$ 25 milhões em todo o planeta. "...Sete, oito, fique acordado até tarde / Nove, dez, não durma nunca mais".



wes


A Maldição dos Mortos-Vivos

Ano: 1988

Inspirado nas experiências reais do antropólogo Wade Davis, A Maldição dos Mortos-Vivos conta a história de um estudioso da Universidade de Harvard que é enviado ao Haiti para recuperar um suposto pó capaz ressuscitar os seres humanos mortos. Protagonizado por Bill Pulmann, o filme une elementos sobrenaturais e relatos históricos sobre o governo controlado pelo ex-ditador haitiano Baby Doc.



pânico


Pânico

Ano: 1996

Se em 1972, com o lançamento de Aniversário Macabro, Wes Craven havia mudado as regras dos filmes de horror, acrescentando uma dose extra de violência e brutalidade nas imagens. Com a estreia de Pânico, em 1996, mais uma vez o diretor conseguiu se reinventar. De um lado, a brutalidade dos assassinatos, no outro, o suspense, elemento que conduz a trama até os instantes finais e ainda serviria de base para toda uma sequência de filmes que seriam lançados nos anos 1990.



wes


Música do Coração

Ano: 1999

Mais conhecido pelo trabalho com filmes de terror e suspense, em 1999, Wes Craven surpreendeu o próprio público ao assumir a direção do drama Música do Coração. Estrelado por Meryl Streep - que aceitou o papel dias antes do início das filmagens -, a película conta a história de uma inspiradora professora de violino que deixou a própria família para dar aulas de música em uma comunidade carente na cidade de Nova York.



Filmes em preto e branco