NOTÍCIAS

Estado Islâmico destrói antigo mosteiro cristão assírio na Síria

21/08/2015 16:39 -03 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
AP Photo

O Estado Islâmico destruiu nesta sexta-feira (21) um antigo mosteiro cristão assírio na cidade síria de Qaryatain, informaram uma agência de notícias assíria e um grupo de acompanhamento.

Este é o mais recente ataque de uma série contra pessoas e locais históricos que são considerados ofensivos pelo grupo militante.

A assessoria de imprensa do Estado Islâmico publicou, nas mídias sociais, fotos que retratam a demolição do local.

O caso vem logo após a decapitação, no início desta semana, do mais proeminente estudioso de antiguidades da Síria, Khalid Asaad, na antiga cidade de Palmyra, um Patrimônio Mundial da Unesco.

O grupo capturou Qaryatain em 5 de agosto. Ao entrar em Qaryatain, o Estado Islâmico deteve cerca de 200 moradores, entre eles dezenas de cristãos. A cidade fica a 40 quilômetros da principal estrada que vai para a capital da Síria, Damasco.

O mosteiro Mar Elian foi fundado no século V, como um mosteiro ortodoxo siríaco, de acordo com a agência de notícias assíria. As raízes assírias se encontram na antiga Mesopotâmia, incluindo o Iraque moderno.

Vários civis foram posteriormente transferidos para a província de Raqqa, a capital autoproclamada Estado Islâmico, informou o Observatório Sírio para os Direitos Humanos, um grupo de acompanhamento baseado no Reino Unido que monitora o conflito por meio de uma rede de ativistas no terreno.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: