NOTÍCIAS

'Não vai ter golpe!' Manifestações pró-Dilma acontecem em 23 estados

20/08/2015 20:21 -03 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
Estadão Conteúdo

As manifestações convocadas pelo PT em resposta aos protestos do último domingo acontecem em 23 estados nesta quinta-feira (20). Os protestos contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff reúnem simpatizantes e membros de entidades sindicais (CUT e CTB), associações estudantis (UNE e UBES) e movimentos sociais. O deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, e as medidas contidas na chamada Agenda Brasil foram alvos de críticas dos manifestantes.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública, a manifestação reuniu 40 mil pessoas em São Paulo durante a noite. Já a organização do MTST estimava 75 mil pessoas. Entre bandeiras e balões, os manifestantes exibem faixas contra o "golpismo", a favor da democracia. Eles caminharam do Largo da Batata, em Pinheiros, até a Museu de Arte de São Paulo (Masp), na Avenida Paulista. A passeata passou ainda pelas avenidas Faria Lima, Rebouças e Paulista.

No Rio de Janeiro, a manifestação começou na Candelária, na região central e se destacou até a Cinelândia. Integrantes do MTST optaram por se descolar do protesto principal, considerado "chapa branca". Segundo a conta divulgada pelos organizadores, o protesto reuniu em 20 mil e 25 mil pessoas.

Em Fortaleza (CE), jovens ligados à UNE gritaram palavras de ordem como: "Coxinha golpista! O voto é uma conquista!" e "Levy mão de tesoura". Luciano Simplicio, presidente da CTB-CE, pediu a saída de Eduardo Cunha. Os manifestantes também portam cartazes contra o PSDB.

Em Goiânia (GO), a Polícia Militar avaliou em 250 o número de participantes do ato Pró-Dilma. Já os organizadores estimaram em 2 mil pessoas.

De acordo a presidente da CUT, Adriana Oliveira, o ato de apoio à presidente reuniu 2 mil pessoas em São Luís (MA), Vereadores e deputados do PT, além membros do PCdoB e PDT participaram.

Em Fortaleza, apenas o MST, que é um dos organizadores do ato no Ceará, levou cerca de 500 pessoas para se juntar à manifestação pró-Dilma em Fortaleza. Em Natal, a caminhada fará o percurso até o shopping Midwayl Mall. A primeira estimativa da Polícia Militar é que 200 pessoas participam.

A capital mineira recebeu os manifestantes na Praça Afonso Arinos, na região central. Organizadores falam em 5 mil participantes. A estimativa da Polícia Militar ainda não foi divulgada.

(Com informações do Estadão Conteúdo)

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: