NOTÍCIAS

Em busca de mais clientes, bandeira brasileira Elo faz parceria com gigante dos EUA e será aceita em 185 países

20/08/2015 17:55 -03 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
Divulgação

A bandeira de cartões Elo anunciou nesta quinta-feira (20) uma parceria com a norte-americana Discover Card, dona da Diners Club, para começar a ser aceita no exterior.

A ideia é que os cartões Elo sejam aceitos em 185 países -- onde a Discover atua -- no primeiro trimestre de 2016, de acordo com o presidente da bandeira de cartões Elo, Eduardo Chedid.

Criada em 2011 pelos bancos Bradesco, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, a Elo é a primeira bandeira 100% nacional e vê na internacionalização uma estratégia certeira para ganhar mais espaço no Brasil, que hoje é dominado pelas gigantes estrangeiras Visa e Mastercard.

A Elo detém 7% do mercado e a meta é atingir 15% até ano que vem. Para isso, segundo Chedid, é primordial aumentar o número de estabelecimentos que aceitem o cartão, inclusive no exterior.

Não só para suprir as necessidades dos viajantes, mas para clientes que queiram comprar em sites internacionais, como a Amazon. "Queremos oferecer um produto mais completo aos nossos consumidores", disse o presidente.

Hoje, o cartão Elo é aceito em 1,65 milhão de estabelecimentos em todo o Brasil. Com a parceria, o número de estabelecimentos que aceitarão Elo pula para 35 milhões e 1,66 milhões de caixas eletrônicos em países de todos os continentes.

No ano passado, a bandeira movimentou mais de R$ 68 bilhões em volume de um total de mais de 1 bilhão de transações.

Benefício não será repassado nas taxas

De acordo com o diretor de Comunicação e Marketing da Elo, Luis Cassio Oliveira, o novo benefício não aumentará o custo do cartão para o consumidor.

"A parceria com a Discover é para aumentar a capilaridade nacional. Mas os custos e os benefícios que já possuímos não vão mudar", garante. "O que vai mudar é que teremos novos benefícios, principalmente nos cartões de alta renda, que seriam o Nanquim e o Grafite. Mas, em termos de custos, a parceria não trará qualquer diferença."

Há pouco tempo, a Elo lançou cartões para clientes de alta renda, chamados de Nanquim, Grafite e Mais. A ideia é atrair consumidores com benefícios "diferenciados" e pontos "turbinados".

"Quando a Elo foi lançada, em 2011, os bancos decidiram utilizar a base de clientes para alavancar o produto. Mas ela foi criada para ser uma bandeira nacional para todas as classes. O mercado internacional complementa a oferta dos nossos produto."

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: