COMPORTAMENTO

Colégio aponta problema em roupa de aluna e a manda para casa

20/08/2015 11:37 -03 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

Mais uma vez, um colégio norte-americano está no centro de uma polêmica envolvendo a roupa de uma aluna. Para quem não sabe, nas escolas públicas dos Estados Unidos, os estudantes podem usar o figurino que quiserem, desde que sigam uma série de normas (tamanho de saia, etc…).

Stephanie Hughes é uma estudante do Kentucky. De acordo com a sua mãe, Stacie Dunn, ela foi mandada para casa após usar a seguinte roupa para mais um dia de aula:



O problema? Stephanie estaria exibindo sua clavícula (aquele ossinho que fica entre os ombros, a famosa saboneteira) de maneira inapropriada. Mas a polêmica não acaba ai: a adolescente de 16 anos tentou “esconder o problema” com um lenço, mas a direção da escola argumentou que a garota não amarrou o acessório da maneira correta e a mandou para casa.

“O colégio Woodford e o seu diretor estão aplicando uma regra na qual garotas não podem mostrar a sua clavícula porque isso poderia distrair os seus colegas do sexo masculino“, Stacie Dunn escreveu em um post no Facebook. “Isso é ridículo! Pais estão sendo chamados em seus trabalhos e alunas estão perdendo aulas importante porque estão mostrando ‘muita clavícula’! Isso precisa mudar“.

O colégio usa uma página inteira de seu manual para reforçar os códigos de vestimenta, incluindo orientações de tipos de camisas e camisetas que os alunos devem vestir — ambos os modelos indicados não expõem a clavícula dos alunos. O artigo foi publicado há dez anos.


SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: