NOTÍCIAS

Deputada quer barrar mulher com saia curta e decote na Câmara dos Deputados

18/08/2015 21:52 -03 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
Montagem/Divulgação/Estadão Conteúdo

A deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) quer restringir a entrada na Câmara dos Deputados pelo traje das mulheres. Atualmente, já há regras para os homens. Pela sugestão da parlamentar, saias que ultrapassam o joelho e decotes seriam vetados. De acordo com a Folha de S.Paulo, a intenção da deputada é definir um 'dress code’ adequado ao parlamento.

"Queremos corrigir um erro histórico. A gente sempre luta por equidade com os homens. O regimento já determina o que os homens devem vestir mas não fala nada em relação às mulheres", explica a deputada. Para ela, é preciso estabelecer um padrão para "dar a devida deferência ao Parlamento brasileiro”, disse ao jornal.

A proposta da deputada, as mulheres devem usar tailleur com saia social e paletó, terninho, vestidos e saias, que não podem ultrapassar o cumprimento do joelho.

Já os homens devem usar calça social, paletó ou blazer, terno, camisa social e gravata. A sugestão da deputada estabelece uso de sapato social e, quando permitido, tênis discretos e limpos. Chinelos estão proibidos.

Pelas regras atuais, é exigido traje passeio completo ou uniforme nos locais onde os parlamentares frequentam, como plenário e salão verde, sem diferenciação de gênero. No entanto, a fiscalização é mais rígida com os homens.

Preconceito

À Folha, a deputada negou que haja preconceito. "A ideia não é ser uma medida depreciativa. Tomamos cuidado para que não interpretem com maldade. Não acho que hoje em dia seja uma bagunça. Só é bom ter isso esclarecido e colocado no regimento."

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: