NOTÍCIAS

Fim da disputa! Os gatos são melhores que os cachorros do ponto de vista evolutivo, diz estudo

17/08/2015 22:55 -03 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
Fuse

A ciência deu fim à eterna disputa entre os apaixonados por animais: do ponto de vista evolutivo, os gatos são melhores que os cachorros. Um estudo com mais de 2 000 fósseis de carnívoros mostrou que, na competição por sobrevivência, os felinos são mais competentes. Mais que isso, os gatos são os responsáveis pela extinção de diversas espécies de cachorros pois, como são excelentes caçadores, vencem na disputa por alimentos. A pesquisa foi publicada na última edição do periódico Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS).

Para investigar o motivo do desaparecimento e da diversificação de algumas espécies de cães, os pesquisadores da Universidade de Lausanne, na Suíça, e também da Universidade de São Paulo (USP), analisaram os fósseis da família Canidae (que dá origem aos cães modernos) e de outras cinco famílias de carnívoros, entre elas a Felidae (que inclui os gatos), da América do Norte. Os pesquisadores verificaram ainda a ação das mudanças climáticas e da evolução do corpo dos animais. Ao final, perceberam que, contrariando as expectativas, a competição entre as espécies é mais forte para a extinção e variação dos grupos caninos que variações de temperatura ou habilidades físicas.

O maior motivo para que alguns cães desaparecessem rapidamente foi a chegada de um caçador habilidoso que, em pouco tempo, tomou conta da área e também dos alimentos disponíveis: os gatos. As famílias dos cães, que incluem os lobos, dos quais descendem, tiveram origem há cerca de 40 milhões de anos, na América do Norte. Cerca de 20 milhões de anos depois, as primeiras famílias de gatos chegaram ao continente, vindos da Ásia. Das mais de 30 espécies de cães que habitavam a região, há apenas 9, atualmente.

"Nossos resultados sugerem que a chegada dos felinos foi um dos fatores mais decisivos na extinção de pelo menos uma das sub-famílias extintas do grupo Canidade", explica o biólogo Tiago Quental, professor do Instituto de Biociências da Universidade São Paulo (USP) e um dos autores do estudo.

De acordo com a pesquisa, ainda não se sabe exatamente qual foi a técnica felina capaz de sobrepujar os cães - os lobos são, até hoje, ótimos caçadores. Uma das hipóteses é a garra retrátil dos gatos, que se mantém afiada e é uma vantagem na caça de pequenos animais.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: