NOTÍCIAS
17/08/2015 20:24 -03 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

Continua faltando água no seu bairro em São Paulo? Denuncie ao Ministério Público

Montagem/Estadão Conteúdo/Flickr

O racionamento de água em São Paulo é uma questão ainda sem resposta para muita gente, apesar de o governo de Geraldo Alckmin negar a necessidade de um rodízio no estado.

Para desvendar a realidade das torneiras secas na Grande São Paulo, uma audiência pública está sendo organizada pelo Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP) para produzir provas sobre a crise hídrica.

O objetivo é levantar relatos de famílias, empresas, escolas e hospitais sobre os seguintes pontos:

  • a diminuição da pressão na água que abastece localidades da periferia

  • a falta de transparência e informações do governo estadual e da Sabesp sobre o racionamento

  • as sobretaxas cobradas da população

  • a existência de um "rodízio às ocultas"

  • a qualidade da água

  • os contratos da Sabesp com grandes empresas

  • a falta de água efetivamente

Portanto, se você está sofrendo com a falta de água ou conhece famílias que estejam enfrentando esse percalço neste ano, aproveite a oportunidade e apresente sua denúncia ao Ministério Público.

A audiência será na quinta-feira (20) e na sexta-feira (21), das 9h às 19h.

O local é a sede do MP-SP, na rua Riachuelo, 115, no Centro.

Interessados em contribuir podem se inscrever pelo e-mail crisehidrica-npp@mpsp.mp.br até esta terça-feira (18), às 18h.

Mas quem for à audiência pública pode participar no local.

A ação é fruta da união de forças do Ministério Público do Estado de São Paulo, Ministério Público Federal, Ministério Público de Contas de SP, Ministério Público do Trabalho estadual e Defensoria Pública do estado.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: