NOTÍCIAS

Protesto contra o governo Dilma toma ruas de capitais brasileiras neste domingo

16/08/2015 10:31 -03 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
EVARISTO SA via Getty Images
Demonstrators protest against the government of Brazilian President Dilma Rousseff and the ruling Workers Party (PT) in Brasilia, on August 16, 2015. Protesters took to the streets of Brazil Sunday, kicking off nationwide rallies expected to draw hundreds of thousands demonstrating against corruption and economic slowdown, and calling for President Dilma Rousseff to step down. AFP PHOTO/EVARISTO SA (Photo credit should read EVARISTO SA/AFP/Getty Images)

As manifestações deste domingo (16) contra o governo Dilma já começaram a tomar as ruas de ao menos cinco capitais brasileiras. Pessoas vestidas de verde e amarelo tomam as principais avenidas de Belém, Belo Horizonte, Brasília, Maceió, Recife e Rio de Janeiro desde o início da manhã.

Em Brasília, mais de 15 mil caminhavam em direção ao Congresso Nacional, segundo estimativa da PM. De acordo com informações da Folha de S.Paulo, a projeção do Palácio do Planalto continua sendo de uma manifestação menor que as de abril e março deste ano.

Os manifestantes carregam faixas com mensagens como "Fora Dilma", Fora PT e "Fora Corruptos". Segundo informações da GloboNews, carros de som tocam músicas com paródias contra o governo. Os organizadores em Brasília fizeram também um boneco inflável gigante do ex-presidente Lula vestido de presidiário.

O ato em Belém começou às 8h da manhã e, segundo estimativas da PM, ao menos 1.200 pessoas participavam do protesto. Já os organizadores estimavam o número em cerca de 3.000.

Em Belo Horizonte, os manifestantes começaram a se reunir na Praça da Liberdade. Segundo a Polícia Militar, cerca de 300 a 400 pessoas participam do ato. A corporação trabalha com um pico de movimento de 10 mil a 20 mil protestantes. Já os organizadores do evento, como o Patriotas, o Vem Pra Rua, e o Brasil Livre, estimam reunir 40 mil pessoas.

A orla de Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro, também estava repleta de pessoas vestidas de verde e amarelo nesta manhã. Cerca de 200 pessoas aguardavam o início do protesto, marcado para as 11h. Em 15 de março deste ano, um protesto contra a presidente Dilma Rousseff no mesmo local foi encurtado em alguns quarteirões por causa do sol forte. Neste domingo, também faz calor na cidade. "Esperamos um milhão de pessoas. Em março, apesar de a imprensa ter dito que tinha menos, veio um milhão também. Agora o povo está mais indignado", disse o organizador Casé Carvalho, do grupo Extermínio.

Dados do Movimento Brasil Livre mostram que há atos contra o governo marcados em mais de cem cidades do País e em 13 do exterior. O evento do MBL, no Facebook, conta com mais de 40 mil pessoas confirmadas e um aviso: “Não vamos pagar a conta do PT”.

Protestos contra o governo Dilma

Com informações do Estadão Conteúdo