ENTRETENIMENTO

Natalie Dormer, de 'Game Thrones', te explica o que é feminismo: "Não é sobre Girl Power"

14/08/2015 18:51 -03 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
Imeh Akpanudosen via Getty Images
SAN DIEGO, CA - JULY 25: Actress Natalie Dormer attends the Samsung and Lionsgate premiere of the first official teaser trailer for The Hunger Games: Mockingjay - Part 1 during Comic-Con International 2014 on July 25, 2014 in San Diego, California. (Photo by Imeh Akpanudosen/Getty Images for Samsung)

Atriz britânica Natalie Dormer, conhecida por seus papéis em Game of Thrones e Jogos Vorazes, está cansada de ver pessoas atribuindo interpretações erradas para o feminismo.

"Tanta gente não entende o significado dessa palavra, especialmente os jovens. Isso acaba comigo! Não é sobre girl power - ou sei lá o que isso quer dizer. É simplesmente sobre igualdade entre os sexos e todos livres para viver o que quiserem", contou a artista ao Digital Spy.

Prestes a estrelar a série de época The Scandalous Lady W, uma produção da BBC sem data de estreia no Brasil, na qual ela interpreta uma "mulher à frente de seu tempo", a atriz vai além em seu discurso.

"O que me deixa brava é como tudo fica reduzido a mentalidade de 'nós somos melhores do que você, vocês são melhores do que nós'. Não deveria ser sobre homem ou mulher." De acordo com ela, a ideia de uma "guerra dos sexos" é ridícula, e ninguém é melhor do que ninguém, isso é feminismo!

Apesar de estar comprometida com a nova série, que vai acompanhar a vida moderna de Lady Seymour Worsley, a atriz está confirmadíssima para a sexta temporada de GOT, no ano que vem, quando será revelado o destino de Margaery Tyrell, sua personagem no programa da HBO. Ah, e em 19 de novembro ela também poderá ser vista na última parte de Jogos Vorazes: A Esperança - O Final.

Yo go, girl!

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: