NOTÍCIAS

Polícia indiana invade quartos de hotel e prende casais que não são casados

11/08/2015 12:06 -03 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02
iStock

Nos últimos dias, a polícia de Mumbai, a mais importante cidade indiana, vem conduzindo uma operação em hotéis e pousadas para punir "comportamento público indecente".

Os policiais invadem os quartos dos hóspedes em busca de casais que não são legalmente casados. Cerca de 40 casais já foram detidos e posteriormente liberados, após pagamento de uma taxa de US$ 18 (R$ 62 reais).

De acordo com o jornal local Hindu, muitos dos casais encontrados nos quartos eram estudantes, e testemunhas afirmam que algumas mulheres foram obrigadas a ligar para seus pais após a prisão. O anúncio do comissário Rakesh Maria foi seguido por dias de revolta nas redes sociais, com ofensas e piadas em relação à polícia de Mumbai.

Não existe uma lei que impeça casais que não são casados de dividir o mesmo quarto de hotel na Índia. A Suprema Corte afirmou que o relacionamento entre duas pessoas que não são legalmente casadas não é considerado nem crime nem pecado no país. Entretanto, a lei indiana oferece amplas possibilidades para policiais investigarem casos de prostituição.

A polícia confirmou que a busca foi feita após denúncias "não verificadas" de prostituição. "Eu não sou prostituta", uma jovem de 21 anos afirmou ao jornal Mid-Day. "Eu sou uma adulta que saí com meu noivo, com quem vou casar no próximo mês, em busca de um pouco de privacidade", contou.

O dono de um dos hotéis investigados afirmou ao jornal Indian Express que os policiais não se identificaram ou explicaram o motivo da revista.

"Eles invadiram meu hotel às 4 da manhã e não saíram até às 7 horas. Meus hóspedes foram humilhados", disse Harish Shetty, dono do hotel Mantra Residency. Ainda assim, muitos hotéis na Índia se recusam a reservar quartos para casais que forem não casados, movidos pelo conservadorismo moral muito presente no país.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: