NOTÍCIAS
10/08/2015 10:44 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:53 -02

TERROR: Série de ataques na Turquia deixa mortos e feridos

Reuters

Uma série de atentados terroristas na Turquia deixou, ao menos, oito mortos e mais de uma dezena de feridos em diversos pontos do país nesta segunda-feira, reporta a BBC. O primeiro atentado ocorreu pouco após a meia-noite do horário local (19h00 de domingo, no horário de Brasília), quando um carro-bomba estacionado perto de uma delegacia de polícia explodiu em Sultanbeyli, em Istambul. Na troca de tiros após a ação, três pessoas morreram - dois terroristas e um policial - e outras onze ficaram feridas.

O impacto da explosão foi tão forte que provocou um incêndio em um pequeno prédio residencial e fez com que parte dele desmoronasse. De acordo com a agência de notícias Dogan, mais de vinte carros ficaram danificados com a explosão. Poucas horas depois, a Embaixada dos Estados Unidos foi alvejada por duas pessoas armadas. A mulher que participou da ação foi ferida e presa pelos policiais, enquanto o outro atirador conseguiu fugir e está sendo procurado.

Pela manhã, mais dois atentados elevaram a tensão no país. Um comboio policial foi atingido por uma mina terrestre e quatro agentes morreram. A imprensa local relata que o incidente ocorreu no distrito de Silopi, onde na última sexta-feira houve diversos confrontos entre forças do governo e membros do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK, na sigla em inglês). Pouco tempo após a bomba explodir, um helicóptero do Exército turco foi atingido por tiros em Sirnak, no centro do país, matando um militar e ferindo outro.

As ações ainda não foram reivindicadas, mas acredita-se que elas sejam respostas aos recentes ataques aéreos do governo contra as bases do PKK e aos terroristas do grupo Estado Islâmico (EI). Desde o dia 24 de julho, a Turquia está realizando ataques constantes e já causou a morte de mais de uma centena de pessoas - entre jihadistas e partidários do PKK. Além do aumento de ataques dos jihadistas do EI em território turco, Extremistas curdos lutam, há décadas, pela independência do Curdistão, uma área que abrange os territórios da Turquia, Síria, Irã e Iraque.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: