NOTÍCIAS

Aos 10 anos, Alzain Tareq é a nadadora mais jovem a disputar o Mundial de Esportes Aquáticos

07/08/2015 20:58 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02
CHRISTOPHE SIMON via Getty Images
Ten years old athlete from Bahrain, Alzain Tareq, reacts after the preliminary heats of the women's 50m butterfly swimming event at the 2015 FINA World Championships in Kazan on August 7, 2015. AFP PHOTO / CHRISTOPHE SIMON (Photo credit should read CHRISTOPHE SIMON/AFP/Getty Images)

Uma menina de apenas 10 anos foi a estrela das eliminatórias da manhã no Mundial de Esportes Aquáticos. Alzain Tareq participou dos 50m borboleta, por convite, terminou no último lugar, mas atraiu as atenções de dezenas de jornalistas. A criança do Bahrein é a nadadora mais jovem a participar do Mundial em todos os tempos.

Para difundir a modalidade, os organizadores do Mundial de Natação, assim como de atletismo, distribuem convites para países sem tradição no esporte. No caso do Bahrein, só há 12 meninas que treinam natação e todas têm menos de 12 anos. Tareq é a mais rápida delas.

A garota já havia participado de competições internacionais nos Emirados Árabes, no Catar e na Jordânia, todos países do Golfo Pérsico, como o Bahrein. "Ela tinha experiência competitiva, mas esse é um nível completamente diferente. Ela está amando", contou o pai dela, Tareq Salem.

Como a mãe dela é escocesa, a família está considerando a hipótese de se mudar para a Grã-Bretanha para que ela possa treinar lá a partir dos 14 anos. A menina, entretanto, não é nenhum fenômeno.

No Mundial, ela nadou as eliminatórias em 41s13, numa prova em que o nível competitivo está abaixo de 28s. Como comparativo, a primeira colocada no último Torneio Ivo da Silveira, que reúne crianças até 10 ano do Rio, ganhou com o tempo de 36s47.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: