COMPORTAMENTO

9 coisas que você NÃO sabia sobre o MasterChef

07/08/2015 11:20 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02
reprodução

Com 6,5 pontos de média na segunda temporada, o MasterChef, da Band, está fazendo ainda mais sucesso que a primeira. Na terça-feira (4), liderou a audiência por meia hora. Com cenas engraçadas, tensas, heróis e, vá lá, "vilões", o programa estrelado por Ana Paula Padrão, Paola Carosella, Erick Jacquin e Henrique Fogaça é o mais comentado do Twitter (são 300 000 mensagens a cada episódio) e conquista milhões de fãs.

Os bastidores, porém, podem ser tão interessantes quanto o que vai ao ar. Confira abaixo nove informações que você provavelmente não sabia sobre a atração.

1. A avaliação dos pratos é feito com notas numéricas

Isso não vai ao ar, mas os jurados atribuem uma nota objetiva a cada prato. A média de avaliação define o melhor e o pior do dia. Às vezes, o resultado se dá por uma questão de décimos. E isso tem a ver com o próximo tópico, que vai deixar os fãs de cabelo em pé.

2. Por que todos preparam dois pratos, se apresentam apenas um para o júri?

Já reparou que isso acontece em várias das provas feitas em estúdio? A justificativa vai deixar os fãs de cabelo em pé. Quando os competidores terminam suas receitas e Ana Paula Padrão grita "Para tudo!", as luzes se apagam e a equipe técnica vai almoçar. Enquanto isso, os três jurados se reúnem em uma sala, provam o que foi apresentado e conferem uma nota para cada concorrente. Ou seja, quando experimentam a comida na frente de quem cozinhou, já sabem que sabor terá e se aquela pessoa vai sair ou não.

3. "Para tudo!"

Na cartilha internacional do MasterChef, a orientação era dizer "mãos ao alto!". Ana Paula Padrão convenceu a equipe que a expressão pegaria mal no Brasil.

4. As comidas que você não vê

O telespectador não vê nem a cara dos pratos mais saborosos que chegam ao estúdio: os que vêm do restaurante dos próprios chefs. Jurados costumam pedir comida para todos provarem. Os pães do Arturito, de Paola Carosella, fazem o maior sucesso.

5. O desmaio que não foi ao ar

Na primeira temporada, a participante Cecília desmaiou durante uma prova, na frente dos jurados, quando apresentaria um prato. Seria um prato cheio para qualquer reality show. Mas o diretor Patricio Diaz preferiu descartar o drama.

6. Visita deletada

As gravações que o MasterChef faz na casa dos participantes incluiu o participante Estéfano, um dos mais queridos da primeira temporada. Mas a direção decidiu não exibir a visita. Ele vive em uma favela, no Jardim Cristiane, em Santo André. Avaliou-se que mostrar que a história simples tiraria o foco de uma questão mais importante para o rapaz: seus dotes culinários. Ou seja, ele atrairia a torcida pela história de superação, e não pelo talento. (Nossa reportagem o visitou no ano passado. Leia aqui).

7. O sumiço de Ana Paula Padrão

Em um dos próximos episódios, haverá uma prova sem a apresentadora do show. O motivo tem a ver com o episódio exibido na terça-feira (4), passado em Manaus. Ela começou a se sentir mal e médicos suspeitaram que havia contraído algum vírus amazônico. Após dois dias de internação no Hospital Israelita Albert-Einstein, chegaram a conclusão de que se tratou de uma infecção respiratória causada por baixa de imunidade.

8. A escalação de Aritana

Aritana foi considerada pelo público uma figura quase famosa, por ser filha de Oscar Maroni, dono da boate Bahamas. Mas não algo proposital. A equipe da Band só descobriu o parentesco quando a seleção estava no top 100.

9. A final já está sacramentada

Sim, o fã do programa sabe que a final já foi gravada, os jurados provaram os pratos do desafio derradeiro, mas o vencedor só será anunciado na grande final, em 15 de setembro. Mas o que garante que os jurados não mudarão de ideia sobre o vencedor, com base em critérios como audiência e favoritismo do público? Resposta: o cartório. O campeão não está apenas escolhido, mas registrado oficialmente. Quem tem o nome: apenas os três jurados e o diretor.