NOTÍCIAS

Justiça pede que juiz da Operação Zelotes preste esclarecimentos sobre condução do caso

05/08/2015 09:20 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02
Montagem/Estadão Conteúdo e Twitter

A Corregedora Nacional de Justiça (CNJ), ministra Nancy Andrighi, determinou que o juiz Ricardo Augusto Soares Leite, responsável pela condução do processo da Operação Zelotes, preste esclarecimentos sobre sua conduta até o próximo dia 18.

Deflagrada em março, a Operação Zelotes apura a existência de irregularidades e compra de sentenças no Conselho de Administração de Recursos Fiscais (Carf), que funciona como uma espécie de "Tribunal da Receita".

A decisão da Corregedora tem como base um pedido encaminhado pelo deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS), relator da subcomissão da Câmara dos Deputados que acompanha as investigações sobre o esquema de corrupção no Carf.

No pedido de providências, o deputado Pimenta solicita que seja instaurada sindicância para apurar a conduta do juiz, que é criticado pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal por supostamente prejudicar a apuração dos fatos. O magistrado negou os pedidos de prisão temporária de 26 investigados e não concedeu a prorrogação do monitoramento das escutas telefônicas e de e-mail dos envolvidos. Além disso, o juiz determinou o sigilo das investigações.

Em maio, a Corregedoria do Tribunal Regional Federal da 1ª região já havia acatado representação do Ministério Público Federal (MPF) contra o magistrado.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS:


LEIA TAMBÉM

- Após investigações da Zelotes, 30 pessoas ligadas ao Carf devem ser denunciadas à Justiça

- Ministério da Fazenda abrirá consulta para aprimorar regimento do Carf

- Apuração da Zelotes já mostra rombo três vezes maior que o da Lava Jato

- Zelotes: PF identifica bancos, montadoras, Petrobras e afiliada da Rede Globo em escândalo que pode superar a Lava Jato