NOTÍCIAS

PSOL pede afastamento de Cunha, mas ele diz que fica

04/08/2015 20:41 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02
ANDRÉ DUSEK/ESTADÃO CONTEÚDO

Citado na Operação Lava-Jato, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) disse que não pensa em sair do comando da Casa. “Isso não está na minha pauta.”

Na reunião de líderes desta terça-feira (4), Cunha foi cobrado pelo líder do PSol, Chico Alencar (RJ), para que deixasse o cargo.

Rechaçado por Cunha, o pedido do PSol também foi rejeitado por líderes de outras legendas. A reação surpreendeu o líder do PSol. “Não estou acostumado a ver base e oposição juntas”, brincou.

Em depoimento de delação premiada, o ex-consultor das empreiteiras Toyo Setal e Camargo Corrêa Júlio Camargo disse que foi pressionado por Cunha a pagar US$ 10 milhões de propina, sendo que US$ 5 milhões foram pagos pessoalmente ao peemedebista.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: