NOTÍCIAS

Pressionado a reduzir salário de vereadores, presidente da Câmara de Jacarezinho (PR) ‘foge' da população em camburão (VÍDEO)

04/08/2015 10:44 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02

O vereador Valdir Maldonado (PDT) não vai esquecer tão cedo o dia 3 de agosto de 2015. Foi nele que o parlamentar, um militar reformado que também preside a Câmara Municipal de Jacarezinho (PR), a 385 km de Curitiba, teve de ‘fugir’ da população dentro de um camburão da Polícia Militar.

Maldonado revoltou as 6 mil pessoas que foram acompanhar a volta dos trabalhos dos nove vereadores da cidade. A expectativa era que o projeto de iniciativa popular, que pede a redução dos salários dos parlamentares de R$ 6,2 mil para um salário mínimo (R$ 788) fosse colocado em discussão.

Entretanto, Maldonado usou o regimento para barrar o tema. Ele alegou que os vereadores têm 90 dias de prazo para analisar a proposta, a qual, se aprovada, só valerá para a próxima legislatura, a partir de 2017. Segundo o G1, houve muita discussão já antes da sessão, e continuou após o final dela.

Vaiado e sob gritos de ordem, o presidente da Câmara foi seguido por 100 metros por populares, antes de ‘procurar abrigo’ em uma viatura da PM. Antes de sair da Câmara, Maldonado disse a jornalistas que “apenas seguiu a lei”. O vereador que o acompanhava, o vice da Câmara José Izaias Gomes, o Zola (PT) – este também um militar aposentado – criticou a população.

“Não aumente, mas também não reduza. Fique como está. Eles protocolaram aí uma minuta que não tem validade nenhuma, é a mesa que tem que apresentar. Não é eles que têm que apresentar projeto, é a mesa. De antemão te digo, eu faço parte da mesa e, se depender de mim, não vou apresentar (sic)”, disse, em declarações ao portal local Jnn.

Ciente da resistência dos parlamentares – que no mês passado aprovaram o aumento de nove para 13 o número de vereadores em Jacarezinho, já que “R$ 700 mil são devolvidos anualmente ao Executivo”, segundo Zola –, o movimento intitulado ‘Todo poder emana do povo’ promete não desistir e seguirá fazendo pressão junto aos vereadores.

Obrigado Jacarezinho.Deram um exemplo de cidadania hoje. Infelizmente estamos diante de um Presidente da Câmara que nã...

Posted by Todo Poder Emana do Povo - Jacarezinho em Ação on Segunda, 3 de agosto de 2015


O grupo popular vem, por exemplo, divulgando algumas medidas da Câmara em 2015. Um exemplo é o fato de que, dos 14 projetos de lei apresentados, 12 deles envolveram a alteração de nomes de ruas.

ABSURDONossa luta não termina dia 3 de agosto.Pela moralização na administração pública de Jacarezinho.Todo poder emana do povo - Jacarezinho em ação.

Posted by Todo Poder Emana do Povo - Jacarezinho em Ação on Sexta, 31 de julho de 2015


Não que o presidente do Legislativo municipal esteja pronto a ceder. “A população precisa conhecer os direitos dela. Se quiserem a revogação vão precisar brigar na justiça porque já está aprovado”, disse Maldonado no mês passado.

Outros municípios do interior paranaense, como Guaraci e Bandeirantes, também estão se mobilizando pela redução de salários dos vereadores. A inspiração de todos é o que aconteceu em Santo Antônio da Platina (PR), quando a pressão popular fez os parlamentares reduzirem os salários para R$ 970. Até os vencimentos do prefeito foram reduzidos pela Câmara local.

"Vamos começar pelas cidades pequenas e mostrar para as grandes que a gente pode, que a gente tem como fazer isso virar uma febre no Brasil. E não só os vereadores, mas deputado estadual, deputado federal, senador, e presidente", completou a comerciante Márcia Bertin, em entrevista à RPC TV, afiliada da Rede Globo no Paraná.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS:


LEIA TAMBÉM

- MP do Paraná responsabiliza Beto Richa por massacre de professores

- ASSISTA: Governo do PR cai do cavalo por supostos ‘supersalários' de professores

- No Paraná, motorista bate em carros ao dirigir com pedaço de cano (VÍDEO)

- Ciclista atropelado por um colchão no Paraná (VÍDEO)