MULHERES

'Woman in the Wild': Estas mulheres querem que você se sinta confiante ao amamentar seu bebê

03/08/2015 11:58 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02
Erin White Photography

Erin White, fotógrafa e mãe de quatro filhos, estava passando por um momento complicado ao amamentar um de seus bebês -- quando uma ideia de um ensaio novo lhe surgiu e lhe deu a força e autoconfiança necessárias que precisava para superar o momento.

Inspirada por uma imagem que viu no Facebook do Stephanie Karr Studios, sobre uma comunidade de amamentação local em Kaiserslautern, na Alemanha, ela decidiu fazer um ensaio com mães e buscar histórias sobre amamentação e aceitação corporal.

E ela não precisou de muito: durante a primeira sessão de fotos, muitas mulheres já compartilharam suas histórias sobre imagem corporal, amamentação, e até perda. "Havia tanta energia maravilhosa entre as mães e os bebês!", disse ao The Huffington Post.

breastfeeding

Depois de compartilhar a imagem principal do ensaio nas redes sociais [imagem acima], a fotógrafa diz que recebeu "uma chuva de e-mails emocionantes e comentários de mães de todo o mundo". Movida por este entusiasmo, White decidiu expandir o projeto, fotografando mães e incluindo suas histórias nas imagens.

LEIA MAIS: É possível continuar amamentando após voltar ao trabalho? Com apoio, sim

Com a ajuda de seus assistentes Liliana Taboas e Megan Flanagan, seu projeto intitulado "Woman in the Wild" - inclui 51 mães de diferentes partes do mundo. "Elas são tão inspiradoras e reais", disse White, emocionada.

women in the wild

Para cada sessão de fotos, a fotógrafa pediu às mães que usassem roupas confortáveis. Enquanto algumas permaneceram vestidas, outras ficaram só com roupas íntimas. "Eu vi mulheres decidindo mostrar seus corpos, mesmo com imperfeições, após outras as encorajarem", disse White. "Passa uma sensação incrível. Você está completamente vulnerável, mas há todo um grupo ao seu lado, e você encontra confiança e um propósito, uma causa por trás daquela atitude", disse.

A fotógrafa espera que as participantes tenham noção do que o ensaio fotográfico pretende passar. "O primeiro e o segundo ano de vida do bebê podem ser muito difíceis. A última coisa que uma mãe deve ter é sua imagem corporal destacada", disse, acrescentando: "Eu espero que as pessoas, depois deste ensaio, tenham noção da real beleza de uma nova mãe e parem de colocá-las para baixo ou coloquem a questão corporal em destaque. Espero que isso ajude as pessoas a ver a amamentação como um ato cada vez mais natural, em vez de uma espécie de 'ato sexualizado' que precisa ser escondido".

Ainda neste ano, White espera fotografar mais mulheres e, para isso, está viajando pelos quatro cantos dos Estados Unidos. Para obter mais informações sobre o projeto, visite sua página no Facebook e o site oficial.

  • Erin White Photography
    Leah: "Eu tenho problemas com o meu corpo mesmo antes de ter filhos. Eu prometi a mim mesma aos 25 anos que sairia da minha zona de conforto. Eu só consegui me sentir confiante este ano. Eu fiquei quase nua na frente de um estranho para amamentar meu bebê de 11 meses".
  • Erin White Photography
    Baumholder, Alemanha
  • Erin White Photography
    Scarlet: "Eu 'brigo' com o meu peso desde que eu tive a meu primeiro filho. Mas, conforme eu fico mais velha, começo a entender que meu corpo foi uma 'casa' para dois seres lindos, que são meus filhos. Minhas marcas e pele extra passou a ser um lembrete de que fui abençoada com dois pequenos milagres"
  • Break the Mold
    Jamie and Courtney: "Minha relação com a amamentação é totalmente inspiradora. Desde os primeiros dias eu me senti uma 'supermulher' por ajudar um ser humano a crescer. Amamentei durantes os seis meses. Eu fui a 'vida' dele por 16 meses -- desde a concepção até a introdução das comidas sólidas. Hoje eu consigo ver como é importante ter alguém que te apoie. Sem apoio físico e emocional, eu teria mais chances de parar de fazer as coisas pelo meu filho"
  • Liliana Taboas
    Ardra: "Todas nós, juntas, me fiz perceber que somos uma grande voz mostrando para todas as mulheres que amamentar seu filho é 'ok', não importa aonde você está ou se alguém tem algo negativo a dizer sobre isso. Faça isso pelo benefício do seu filho. E tenha orgulho dos laços que você cria"
  • Erin White Photography
    Leah: "Este é um projeto incrível, que 'normaliza' a amamentação e mostra aos outros quão bonito os laços entre mães e filhos podem ser -- e a ajudar as mães a ganhar mais confiança. É algo lindo"
  • Erin White Photography
    Kimberly: "Depois de amamentar por quatro meses, eu não poderia sentir mais controle sobre mim mesma. Eu trouxe duas crianças lindas à vida. Eu sustentei eles. Pela primeira vez, eu senti como se eu estivesse celebrando meu corpo como um instrumento precioso do que uma conjunto de insatisfações"
  • Liliana Taboas
    Achley: "Amamentar como uma mulher negra tem os seus desafios. Mas o maior deles é ter a certeza de que eu estou mandando a mensagem da forma correta. Por anos, mães negras amamentando eram 'mitos', um 'conto de fadas', não eram vistas. Os tempos estão mudando lentamente, para incluir também a minha perspectiva sobre isso. Eu estou aqui hoje para dizer que sim, mulheres negras amamentam!"
  • Erin White Photography
    Ashlyn: "Amamentar meus filhos foi algo incrível para mim. Fui abençoada com um começo fácil e um sistema de apoio incrível. Eu sei que nem todo mundo é tão sortudo. Eu sei que esse vínculo é algo a ser valorizado e eu estimo ele todos os dias".
  • Liliana Taboas
  • Erin White Photography
    Amber: ""Depois de me tornar mãe aos 19 anos, e me ver em uma relação violenta, eu percebi o quão forte eu poderia ser. Sabia que eu tinha que aprender a amar a mim mesma para que eu pudesse quebrar o ciclo de violência -- e mostrar para o meu filho como realmente as mulheres devem ser tratadas. Desde então, eu estou em uma missão para encorajar mulheres a perceber o quão lindas elas são e quão forte seus filhos podem ser também. Todas as mulheres são bonitas e, como mães, precisamos abraçar cada falha percebida. Estamos ensinando nossos filhos a ver a si mesmos e a como tratar o próximo".
  • Break the Mold

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: