NOTÍCIAS

Lava Jato: Polícia Federal indicia ex-diretor da Petrobras Jorge Zelada e outros cinco

01/08/2015 16:02 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02
Montagem/Agência Brasil

O ex-diretor de Internacional da Petrobras que transferiu € 7,5 milhões da Suíça para Mônaco, depois que a Operação Lava Jato foi deflagrada, foi indiciado pela Polícia Federal. Jorge Zelada, que sucedeu Nestor Cerveró, também investigado na operação, está preso desde o início de julho.

De acordo com a Folha de S.Paulo, ele é suspeito de lavagem de dinheiro, corrupção passiva e evasão de divisas. O inquérito foi encaminhado Ministério Público no Paraná, responsável pela ação, que vai analisar as provas e decidirá se oferece ou não a denúncia.

No pedido de prisão do ex-diretor, os procuradores alegaram a movimentação nas contas do exterior e ressaltaram a intenção de Zelada de impedir o bloqueio do dinheiro.

À Folha de S.Paulo, o advogado de Zelada, Renato Moraes negou as acusações.

Além do ex-diretor, outras cinco pessoas também foram indiciadas. Raul Schmidt Felippe Júnior, e João Augusto Rezende Henriques são suspeitos de terem cometido os mesmo crimes de Zelada. Hamylton Pinheiro Padilha, Paul Alfred Bragg e Hsin Chi Su foram indiciados por corrupção ativa.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: