NOTÍCIAS

Jornalista senegalês é condenado por 'atos homossexuais'

31/07/2015 16:41 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02
Reprodução/Twitter

Um conhecido jornalista senegalês foi condenado, nesta sexta-feira (31) a seis meses de prisão, por "atos de homossexualidade".

Segundo a Associated Press, Tamsir Jupiter Ndiaye foi preso em junho, acusado de estuprar um jovem. Na ocasião, ele precisou se abrigar em um posto policial ao ser perseguido por uma multidão que queria linchá-lo.

Não é a primeira vez que Ndiaye é condenado por atos homossexuais. Em 2012, ele foi sentenciado a quatro anos de prisão. Além de atos homossexuais, ele foi punido por agressão e posse ilegal de armas.

Posteriormente, sua sentença foi reduzida para dois anos e, em 2013 ele foi posto em liberdade.

Mais de dois terços dos países africanos criminalizam a homossexualidade. No Senegal, as penas podem ir até cinco anos de prisão e multas de até US$ 2.500 (R$ 8.500).

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: